nsc
santa

Alto-mar

Identificados irmãos que morreram em naufrágio no Litoral Norte de SC

Um deles morava em Curitiba e o outro em Balneário Piçarras

03/11/2020 - 15h12 - Atualizada em: 04/11/2020 - 08h37

Compartilhe

Brenda
Por Brenda Bittencourt
Irmãos Naufrágio Litoral Norte de SC
Rogério Maoski (E), Lisandro Maoski (D)
(Foto: )

Os corpos dos dois irmãos encontrados já mortos nesta terça-feira (3) foram identificados pelo Instituto Médico Legal como Rogério Adolar Maoski, 61 anos, e Lisandro Carvalho Maoski, 55 anos. Eles estavam em uma embarcação que afundou durante a madrugada, entre Balneário Piçarras e Penha. A terceira vítima do naufrágio conseguiu se salvar e ainda não foi identificada. 

> Receba notícias por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

Rogério era natural de Canoninhas (SC), mas morava em Curitiba (PR). O irmão, Lisandro vivia em Balneário Piçarras (SC), mas era natural de Curitiba.

Os dois, sempre que possível, estavam em alto-mar, pescando e passando por bons momentos juntos, como mostram as fotos nas redes sociais. 

Nas imagens, Rogério aparece posando com os peixes que pescava durante as aventuras no mar e também ao lado dos netos e — na maioria das vezes — na praia. A última foto publicada foi no dia 27 de outubro, na praia, com a legenda: "Vô leva o neto, e traz com segurança, não tem preço". 

Ainda nas redes sociais, a família publicou fotos e lamentou a perda dizendo que ele partiu fazendo o que mais gostava, com a seguinte mensagem:

"Hoje nosso pai, sogro, amigo foi se encontrar com Deus. Descanse em paz meu pai. Sabe a gratidão e amor que tenho por você. Obrigado por todo ensinamento, as broncas... Partiu fazendo o que gostava: pescando, mas foi pescado pelo nosso pai maior. Esteja em paz, e mais um grande homem vai fazer morada junto a Deus".

Relembre o caso

A embarcação onde os três homens estavam naufragou por volta das 16h desta segunda-feira (2), nas proximidades da Ilha Feia, entre Balenário Piçarras e Penha, cerca de dois quilômetros da costa. Uma terceira vítima conseguiu deixar o barco quando ele ainda estava à deriva e nadou até a praia, onde foi resgatada e levada ao hospital.

Os corpos foram encontrados perto da embarcação por volta das 4h30min com a ajuda do helicóptero Arcanjo-03, da Marinha e do Corpo de Bombeiros de Navegantes. Ainda não se sabe as causas do incidente.

Colunistas