nsc
santa

Acidente

Idoso morre atropelado e caminhoneiro é preso em Itajaí

Para PM homem cometeu um homicídio ao fazer a curva e não notar a vítima

08/07/2022 - 15h47 - Atualizada em: 08/07/2022 - 16h10

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Ciclomotor ficou destruído
Ciclomotor ficou destruído
(Foto: )

Um idoso de 64 anos morreu atropelado por um caminhão na manhã desta sexta-feira (8), em Itajaí. Ele ficou preso entre as rodas do veículo e chegou a ser levado com vida à unidade de saúde, mas não resistiu. O ciclomotor que ele conduzia ficou completamente destruído. O motorista foi preso em flagrante pela Polícia Militar.

> Clique aqui e receba notícias de Itajaí e região pelo WhatsApp

Conforme informações da PM, uma equipe fazia rondas pela Avenida Doutor Reinaldo Schmithausen no bairro Cordeiros, em Itajaí, quando notou o acidente.

O motorista do caminhão de 39 anos teria relatado aos agentes que não enxergou o idoso no ciclomotor ao olhar pelo retrovisor, no momento em que fez uma curva para acessar à Rua Cosme Busarello.

Durante a manobra, ouviu um barulho e parou. Ao descer do veículo, encontrou a vítima presa entre as rodas do caminhão. O socorro foi chamado. De acordo com os bombeiros, o homem usava capacete e estava inconsciente, com múltiplas fraturas. Como a situação era crítica, ele foi levado à Unidade de Pronto Atendimento Cordeiros, a mais próxima do local, mas faleceu na sequência.

O caminhoneiro fez o teste do bafômetro, que não indicou embriaguez. No entanto, no entendimento dos policiais militares, houve falta de cuidado por parte dele, o que configura homicídio culposo.

O motorista foi preso em flagrante e levado à delegacia. Porém, cabe à Polícia Civil o indiciamento ou não pelo crime. Até o momento não há informações de qual o procedimento adotado pelo delegado e se o homem realmente permaneceu preso.

Leia mais​​​

SC tem 4 das 10 cidades mais caras do Brasil para comprar imóvel​

Quanto custa alugar um apartamento de luxo em Balneário Camboriú no verão

Balneário Camboriú tem "disputa" de Cristiano Ronaldo e xeiques árabes por cobertura de R$ 50 milhões

Colunistas