nsc
an

Mercado de trabalho

Igreja de Joinville oferece aulas gratuitas de produção de salgadinhos para pais e mães desempregados

Ideia é que, após o encerramento da capacitação, moradores formem uma cooperativa

30/04/2021 - 14h59 - Atualizada em: 30/04/2021 - 16h13

Compartilhe

Cláudia
Por Cláudia Morriesen
foto mostra pessoas fazendo salgadinhos
Alunos aprenderão a fazer salgadinhos para comercialização
(Foto: )

A Paróquia São Francisco de Assis, no bairro Adhemar Garcia, dará início a um projeto que fará a diferença na vida desta comunidade da zona Sul de Joinville. O projeto Padaria Comunitária Pão de Assis vai capacitar gratuitamente mães e pais de famílias que estejam em situação vulnerável para produzir e comercializar produtos de confeitaria.

> Receba notícias de Joinville e do Norte de SC por WhatsApp

O primeiro curso será de salgadeiro e começa no dia 3 de maio, com previsão de término em 4 de agosto e participação de 25 alunos. O aprendizado totalizará 180 horas distribuídas em três dias da semana: às segundas, quartas e sextas-feiras, das 14h às 17h20. A segunda fase do projeto está prevista para 2022, com o curso de confeiteiro.

A iniciativa da paróquia se tornou possível com a parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e da Associação Diocesana de Promoção Social (Adipros). Os professores estão sendo disponibilizados pelo Senac. O espaço e a coordenação do projeto são de responsabilidade da paróquia, onde ocorrerão as aulas teóricas e práticas. E as questões burocráticas são resolvidas pela Adipros.

> Bairro planejado de Joinville tem projeção de receber mais de 10 mil moradores

Próxima etapa é uma cooperativa

— É um projeto de geração de trabalho e renda que tem o propósito de superar o assistencialismo, pois não basta ensinar a pescar, é preciso dar condições favoráveis para desenvolver o trabalho — afirma o padre Dulcio Antonio de Araujo, pároco da São Francisco de Assis. A ideia é que os participantes se sintam sujeitos do processo e não objetos de piedade.

Ao fim do curso de salgadeiro, em agosto, o padre Dúlcio espera ter tudo pronto para colocar em prática a outra etapa do projeto, que é uma cooperativa para produção e venda dos produtos feitos na Padaria Comunitária, com os lucros sendo repartidos pelos integrantes.

— Esta é uma parceria da Adipros com a Paróquia São Francisco de Assis e o Senac para que as pessoas possam ter conhecimento e gerar renda para suas famílias, principalmente neste momento tão difícil de pandemia. Esta é a primeira de muitas outras parcerias que podem surgir para, quem sabe, num futuro próximo, termos uma panificadora comunitária — destaca o padre Fernando Barauna.

A coordenadora do curso de Gastronomia do Senac, Francini Schoepping, contou que aceitou fazer parte do projeto assim que o padre Dúlcio entrou em contato. Ela explica que o projeto vai atender a algumas necessidades das pessoas que estão em busca de uma renda informal ou querem melhorar a empregabilidade. 

— A gente vai contribuir para a realização desta meta e também para elevar a qualidade de vida dessas pessoas — comemora Francine.

Doação de equipamentos

Ainda faltam alguns equipamentos para completar a cozinha do curso, como batedeiras, liquidificadores, freezer e utensílios gerais, e o padre Dulcio faz um apelo à comunidade que puder ajudar. Doações podem ser deixadas na Paróquia São Francisco de Assis (rua Antônio José da Costa, telefone 3426-3823) ou na Cúria Diocesana (rua Jaguaruna, 147, Centro).

Leia também

Saiba qual é a única cidade do Norte de Santa Catarina sem casos ativos de coronavírus

Mais de 1 mil professores da rede municipal de Joinville foram afastados por suspeita de Covid-19 em 2021

Casa pega fogo na região central de Joinville

Colunistas