nsc
    santa

    Vale do Itajaí 

    Ilhota decreta situação de emergência por conta da estiagem 

    Nível baixo no Rio Itajaí-Açu e aumento da quantidade de sal na água motivaram a decisão da prefeitura 

    23/04/2020 - 12h18

    Compartilhe

    Augusto
    Por Augusto Ittner
    Água 'barrenta' por conta do problema no abastecimento.
    Água 'barrenta' por conta do problema no abastecimento.
    (Foto: )

    A prefeitura de Ilhota declarou nesta quarta-feira (22) a situação de emergência por conta da estiagem. A decisão foi tomada baseada em uma soma que envolve o período de seca, o baixo nível no Rio Itajaí-Açu e o aumento na quantidade de sal na água.

    Três marés-cheias consecutivas agravaram ainda mais a situação justamente onde é feita a captação de água para tratamento. Isso forçou paralisações do trabalho, o que acarretou também em mudança coloração e qualidade da água.

    Muitos relatos de moradores de Ilhota mostram a situação do abastecimento na cidade. Conforme a prefeitura, essa mudança na cor “ocorre devido à necessidade de paralisação do abastecimento por algumas horas, sempre que ocorre maré-cheia e o teor de sal na água aumenta. Cada parada causa despressurização das redes e, quando os reservatórios voltam a encher, alguns pontos têm o aumento da coloração imprópria".

    > Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

    O decreto de situação de emergência é editado, também, para que a prefeitura possa fazer ações a curto prazo, rompendo barreiras burocráticas do sistema público. Cabe à Câmara de Vereadores e à população fiscalizarem o uso de dinheiro do município nessas iniciativas.

    Quem tiver problemas com a qualidade da água em Ilhota pode entrar em contato por telefone ou WhatsApp com o número (47) 3267-0107.

    Leia também: Coronavírus: Justiça determina que shopping de Blumenau adote medidas de segurança

    E mais: Vale do Itajaí soma 351 casos de coronavírus em 23 cidades; veja os números

    A estiagem em SC

    O déficit de chuva em Santa Catarina chega a 500 milímetros de junho de 2019 a abril de 2020. Esse foi um dos dados apresentados em videoconferência sobre a estiagem realizada nesta quarta-feira entre o secretário de Agricultura, Ricardo de Gouvêa, pesquisadores da Epagri e lideranças do setor produtivo.

    Isso representa cerca de um terço da chuva prevista para o período. Segundo o pesquisador em hidrologia do Ciram/Epagri, essa é a pior situação desde 2006.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas