A cantora e compositora portuguesa Carminho se apresentará pela primeira vez em Florianópolis, no dia 15 de setembro, no Teatro Ademir Rosa (CIC), às 21 horas. Os ingressos já estão à venda no site DiskIngressos. A artista irá performar “Portuguesa”, álbum lançado por ela em 2023.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Relação com o Brasil

Carminho já tem uma relação com o Brasil, que começou no álbum “Canto”, lançado em 2014. Nele, fez uma parceria com Caetano Veloso e o filho mais novo, Tom, que deu origem à música “O Sol, Eu e Tu”. O álbum também tem o single “Chuva no Mar”, que conta com a participação de Marisa Monte com co-autoria de Arnaldo Antunes.

Em 2016, a convite da família de António Carlos Jobim, Carminho lança um álbum chamado “Carminho canta Tom Jobim”, com a última banda que acompanhou o artista ao vivo nos seus últimos dez anos de vida. Ela partilhou temas com Chico Buarque, Maria Bethânia e Marisa Monte.

Recentemente, Carminho foi convidada por Caetano Veloso para participar da sua tour “Meu Coco”, onde cantam em dueto a música “Você-Você”, escrita por Caetano inspirada em Carminho, que surgiu de uma discussão entre os dois sobre a língua portuguesa.

Continua depois da publicidade

O fado

Um estilo musical português, o fado se desenvolveu enquanto canção popular urbana em Lisboa, no fim do século XIX. Geralmente, é cantado por uma pessoa, que é o fadista, além de ser acompanhado por uma guitarra clássica, chamada de viola, e uma guitarra portuguesa.

Sobre a artista

Carminho é filha da fadista Teresa Siqueira. Nascida em 1984 em meio às guitarras e às vozes do fado, teve a estreia na música desde cedo, aos 12 anos, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa. Mas foi em 2009, aos 25 anos, que lançou o seu primeiro álbum, após passar um ano em missões humanitárias pelo mundo.

“Fado” é o nome do primeiro disco da artista, publicado em 2009. Já na estreia, foi premiada com o prêmio de platina e teve o álbum reconhecido como o melhor de 2011 para a revista britânica “Songlines”, além de se apresentar na Womex 2011, em Copenhagen, e na sede parisiense da UNESCO, quando o fado foi elevado à categoria de Património Cultural e Imaterial da Humanidade. No mesmo ano, colabora com Pablo Alborán em “Perdoname” e se torna a  primeira artista portuguesa a atingir o número 1 do top espanhol. 

O seu segundo álbum surge em 2012 e é intitulado “Alma”. Nessa época, gravou com Milton Nascimento, Chico Buarque e Nana Caymmi, o que resultou numa reedição de “Alma” com três novos temas. É aí que ela dá início aos shows no Brasil, e é premiada com um Globo de Ouro e o Prêmio Carlos Paredes, além de atingir a dupla platina com os dois álbuns.

Continua depois da publicidade

O álbum mais recente da artista é “Portuguesa”, de 2023. Uma das músicas, “Estrela”, foi apresentada por Carminho para o Papa durante a Jornada Mundial da Juventude, em Lisboa, para uma plateia de 1,5 milhões de pessoas, além de 600 milhões de telespectadores no mundo inteiro.

Um mês depois, o filme Pobres Criaturas (2023) contou com participação especial de Carminho. Ela performou a música “O quarto” ao vivo no set, durante uma cena de troca de olhares com a atriz Emma Stone. O filme ganhou o Leão de Ouro no Festival de Cinema de Veneza. Em seguida, ela foi convidada pelo artista Coldplay para cantar o fado “Coimbra” com Chris Martin e Bárbara Bandeira no Estádio de Coimbra.

A artista acabou de finalizar uma tour pela Europa, Estados Unidos e Canadá, para apresentar o álbum “Portuguesa”, que foi indicado ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Raízes em Língua Portuguesa. 

Em Florianópolis, a produção do show será da Orth Produções.

*Sob supervisão de Andréa da Luz

Leia mais

TUM Festival faz campanha em Florianópolis para ajudar músicos atingidos por enchentes no RS

Continua depois da publicidade

Festitália 2024: ingressos, preços, horários e tudo sobre o evento em Blumenau

Entenda batalha entre integrantes do Molejo e herdeiros de Anderson Leonardo pelo nome da banda

Destaques do NSC Total