nsc
santa

Rendeu

Influencer de Itajaí cria polêmica sobre não convidar filhos para casamento

Na resposta de uma pergunta feita em rede social, Yasmin Castilho deu a entender que crianças não eram bem-vindas na comemoração

13/01/2022 - 05h00 - Atualizada em: 13/01/2022 - 08h43

Compartilhe

Gabriela
Por Gabriela Ferrarez
Após o assunto repercutir, Yasmin rebateu às críticas
Após o assunto repercutir, Yasmin rebateu às críticas
(Foto: )

A influencer e moradora de Itajaí, Yasmin Castilho, criou uma polêmica na internet ao afirmar que não chamaria filhos de convidados para o casamento dela, que está para acontecer. O assunto viralizou nas redes sociais e dividiu opiniões.

> Receba notícias do Vale do Itajaí pelo WhatsApp

No domingo (9), a noiva respondeu pelo story do Instagram uma pergunta questionando a decisão, e na resposta deu a entender que crianças não eram bem-vindas na comemoração.

— Gente, se eu for convidar os filhos de todos os casais que estou convidando para o meu casamento, eu não tenho condições, não dá. É muito, tem muita criança na minha família, tem muita criança na família do Lucas [noivo], nossos amigos, não dá — disse no vídeo. 

Na legenda, ela resumiu a resposta, dizendo que "se convida um, tem que chamar todos".

A resposta gerou uma polêmica que rendeu nas redes sociais e levou a influencer a se posicionar. Na publicação, Yasmin rebateu às críticas com uma montagem onde o noivo e ela apareciam com cartazes que dizem "convidado não convida", "por que não chamou fulano? porque eu não quis" e "se fulano não for eu também não vou. então não vá".

Após o casamento, que acontece em menos de um mês, a influenciadora vai passar a lua de mel Cancun, no México. Mesmo com o posicionamento, a repercussão do tema levou Yasmin a se posicionar novamente sobre o tema, dessa vez, por meio de vídeo. 

Na fala, Castilho ressaltou que não chamou apenas alguns filhos de convidados, e que não usou a idade como critério.

— Eu não vou chamar o filho da vizinha, ficar chamando filho de todo mundo. E filho não quer dizer criança, pode ser de 13, 14, 30 anos — disse.

A repercussão na internet se dividiu entre quem apoiava e quem condenava a decisão. 

Veja os comentários

Leia também

Vídeo mostra ameaça a jornalista do The Intercept Brasil em Balneário Camboriú; assista

Dono de cadela resgatada em Balneário Camboriú tinha "saído para almoçar", diz polícia

Volta às aulas em SC tem novas regras definidas em decreto

Colunistas