nsc
an

Economia

Inovações e volta ao presencial: o que foi destaque da Exposuper em Joinville

Evento reuniu mais de 200 expositores em três dias de evento na Expoville

23/06/2022 - 18h39

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Movimento na exposição da Exposuper em Joinville
Movimento na exposição da Exposuper em Joinville
(Foto: )

A 33ª edição da Exposuper reuniu mais de 200 expositores na Expoville, em Joinville, durante os três dias de evento, que chega ao fim nesta quinta-feira (23). A Feira de Produtos, Serviços e Equipamentos para Supermercados é um ambiente importante para geração de negócios, lançamento de novos produtos e apresentação de inovações do setor.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A feira deixou de acontecer presencialmente por dois anos em razão da pandemia e voltou com expectativa de gerar mais de R$ 500 milhões em negócios, de acordo com a Associação Catarinense de Supermercados (Acats), organizadora do evento.

Para os expositores, o intervalo sem evento presencial foi prejudicial e teve impacto nos negócios, mas o retorno foi positivo. Segundo Carol Alves Holz, diretora da JHA Equipamentos, empresa que participa da Exposuper há quase 30 anos, a retomada da feira foi muito importante.

— É onde conseguimos reunir supermercadistas do Brasil inteiro e realmente divulgar a marca, além de unir a equipe de vendas e ter prospecção de clientes. Sentimos bastante falta nesses dois anos — conta.

O gerente comercial da Refrisul, Lauro Salim Moura, também avaliou como positiva a presença da empresa na Exposuper deste ano. Segundo ele, foram fechados quase 50 projetos com clientes durante o evento para serem executados a partir de agora.

— Apesar de fazermos visitas presenciais, nada como ter um ambiente propício para nos encontrarmos e mostrarmos as novidades. Para a gente, que trabalha com vendas, é muito importante essa interação olho no olho e daqui vão sair bons negócios — comenta.

Além da exposição, os participantes também puderam participar da Convenção Catarinense de Supermercadistas. Foram realizados mais de 40 painéis, cursos e palestras com profissionais sobre tendências, estratégias e soluções para o setor.

Nebulizador que ajuda a manter os produtos por mais tempo no expositor
Nebulizador que ajuda a manter os produtos por mais tempo no expositor
(Foto: )

Inovações são destaque da Exposuper

Os novos equipamentos e tecnologias são sempre um dos destaque da feira porque antecipam tendências que podem ser vistas futuramente nos supermercados. Neste ano, uma das novidades foi um nebulizador que ajuda a manter por mais tempo as frutas, verduras e hortaliças no expositor. É um mecanismo que transforma a água em micropartículas e cria um microclima sobre o produto.

— O microclima preserva a umidade natural do produto, sem danificar ou enxarcar, mantendo sempre o frescor, a vivacidade e a cor. Em uma bancada normal, você perde o produto em meio dia ou um dia, mas com o nebulizador é possível prolongar a vida útil por dois a três dias — explica Cesar Cordeiro, gerente da Nebulize.

Segundo ele, a tecnologia já é comum nos países europeus e nos Estados Unidos, mas está chegando aos poucos ao Brasil. A empresa tem clientes em alguns estados brasileiros, mas aproveitou a Exposuper para apresentar a inovação ao mercado catarinense e regional.

Novo modelo de caixa traz automatização e agilidade no atendimento
Novo modelo de caixa traz automatização e agilidade no atendimento
(Foto: )

Automatização e agilidade no atendimento

Também há outras inovações voltadas para gestão dos supermercados e até otimização do trabalho nas lojas. Uma empresa de Florianópolis apresentou durante o evento um novo modelo de caixa, com automatização de processos para dar mais agilidade ao atendimento.

A tecnologia foi desenvolvida por uma empresa de São Paulo e consiste na leitura dos produtos por meio de câmeras instaladas no caixa, em cima da esteira. O sistema transforma a imagem em algoritmos e lança o valor do item no computador.

— Com a agilidade que ele produz, o atendimento é equivalente a três operadores — revela Deivan Eduardo de Melo Rohrig, executivo de vendas da Scout.

O sistema funciona nos caixas de autoatendimento e também nos tradicionais, onde o operador passaria a atuar apenas na pesagem de verduras e frutas, além de finalizar o pagamento das compras.

Leia também:

Adriano Silva defende reforma para “acelerar obras” e faz apelo pela aprovação

Trilha de 700 metros no Parque Zoobotânico de Joinville será reaberta

Futuro bairro planejado de Joinville dá mais um passo com protocolo de EIV

Colunistas