nsc
dc

Prevenção

Intervalo de vacinas da Pfizer e Astrazeneca será reduzido para 8 semanas, diz Queiroga

Ministério da Saúde adota medida para acelerar imunização completa e conter possível avanço da variante Delta

25/08/2021 - 17h27

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Intervalo de doses das vacinas da Pfizer (e) e Astrazeneca (c) será reduzido para oito semanas
Intervalo de doses das vacinas da Pfizer (e) e Astrazeneca (c) será reduzido para oito semanas
(Foto: )

O intervalo entre as doses das vacinas da Pfizer e da AstraZeneca vai ser reduzido de 12 para oito semanas para toda a população. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (25) nas redes sociais pelo Ministério da Saúde.

Terceira dose da vacina contra Covid começa em 15 de setembro, diz ministro da Saúde

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

A redução no intervalo das vacinas começa a valer no dia 15 de setembro, data em que também inicia a aplicação da terceira dose para idosos com mais de 70 anos e pessoas imunossuprimidas. A dose de reforço para esses públicos também foi confirmada nesta quarta pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

O ministro afirmou à Folha de S.Paulo que a decisão de reduzir o intervalo das vacinas da Pfizer e AstraZeneca foi tomada por causa do risco de disseminação da variante Delta do coronavírus no Brasil.

Estudos mostram que apenas a primeira dose das vacinas têm eficácia reduzida para conter a nova variante, sem conseguir evitar parte das infecções. Com a antecipação da segunda dose, o Brasil poderia impedir novas contaminações pela Delta.

Em Santa Catarina, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) informou que ainda não foi comunicada da antecipação da segunda dose da Pfizer e da Astrazeneca, e que por isso ainda não há informações sobre como será a dinâmica no Estado.

Até esta quarta-feira, SC tinha 4,5 milhões de pessoas vacinadas com a primeira dose, o equivalente a 80% da população adulta do Estado. Já o número de pessoas imunizadas com as duas doses ou com a vacina de dose única era de 2 milhões, o que corresponde a 35% da população adulta de SC.

Leia também

Acompanhe a evolução da vacinação em SC no Monitor da Vacina da NSC

Terceira dose ou dose de reforço da vacina contra Covid? Entenda

Pode tomar vacina da Covid-19 gripado?

A variante delta do coronavírus é mais perigosa e tem sintomas diferentes? Entenda​

Colunistas