nsc
an

Novidade

Joinville passa a aceitar Pix nas passagens de ônibus

Recurso já está disponível nos terminais, na Passebus e nas empresas de transporte; veja como vai funcionar

14/04/2022 - 09h23

Compartilhe

Sabrina
Por Sabrina Quariniri
Novo recurso já está em funcionamento em terminais e empresas de transporte
Novo recurso já está em funcionamento em terminais e empresas de transporte
(Foto: )

Joinville passa a aceitar pagamento em Pix em passagens do transporte coletivo da cidade. O novo recurso vale para compras antecipadas do cartão. O objetivo, segundo a prefeitura, é facilitar e simplificar os processos de pagamento.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O recurso já está disponível nas bilheterias dos terminais urbanos, na Passebus e nas empresas Gidion e Transtusa. Ele é aceito para a compra ou para recarga de vale transporte, Cartão Ideal e cartões retornáveis. 

A prefeitura reforça, no entanto, que as passagens embarcadas compradas dentro dos ônibus não poderão ser pagas com o Pix.

> Golpe do Pix agendado: como funciona e por que a polícia de SC emitiu alerta

O PIX é um meio de pagamento eletrônico do Banco Central do Brasil, praticado por todas as instituições bancárias, que foi instituído em 2020. Ele é utilizado para a transferência de valores, bem como para o pagamento de compras. Sua principal característica é a ausência da cobrança de taxas.

Desde que a forma de pagamento entrou em funcionamento, em novembro de 2020, Santa Catarina movimentou R$ 83,5 bilhões em transferências. 

> Consumidores de SC usam mais Pix do que dinheiro em espécie para compras do dia a dia

Entre as cidades catarinenses, Joinville é o maior destaque em valores e número de transações realizadas por Pix. Já foram mais de R$ 10 bilhões em transferências pelo modelo em cerca de 9,7 milhões de pagamentos. Isso representa um valor médio de R$ 1.084,29 por transação.

Leia também

Subsídio para ônibus em Joinville é aprovado com prazo “esticado”

Câmara de Joinville aprova subsídio de até R$ 21 milhões para os ônibus

Colunistas