nsc
an

Pandemia

Joinville registra mais um caso da nova variante do coronavírus

Informação foi divulgada pelo Governo do Estado nesta terça-feira (16)

16/02/2021 - 19h19 - Atualizada em: 17/02/2021 - 07h42

Compartilhe

Cláudia
Por Cláudia Morriesen
foto mostra rua do príncipe em Joinville
Estudos indicam que a nova variante do coronavírus pode ser mais transmissível do que as cepas originais do vírus causador da Covid-19
(Foto: )

Mais um caso da nova variante do coronavírus foi confirmada em Santa Catarina nesta terça-feira (16). O caso foi confirmado em Joinville, em um homem de 71 anos. É a segunda pessoa na cidade e a quarta no Estado a registrar a variante P.1, que, segundo estudos, pode ser mais contagiosa. As informações são da Secretaria do Estado da Saúde e da Secretaria Municipal de Saúde de Joinville.

> Variantes do coronavírus: o que são e quais as diferenças entre elas

O paciente, que é morador da zona Leste de Joinville, ficou internado no Hospital Bethesda, no distrito de Pirabeiraba entre 23 de janeiro e 1º de fevereiro. Ele tem histórico de viagem recente para Manaus. 

Segundo a Prefeitura de Joinville, durante a internação, o homem foi assistido em enfermaria, sem sinais de agravo pela doença. Ele não tem nenhuma relação com o primeiro caso da variante que foi detectado na cidade.

O caso foi diagnosticado pelo Laboratório Central (Lacen) de Santa Catarina e sequenciado pelo laboratório de referência para Santa Catarina, o Fiocruz do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (16). A Secretaria Municipal da Saúde informou que atuará com o mesmo protocolo praticado no caso anterior, fazendo o mapeamento e o acompanhando das pessoas que tiveram contato com o infectado.

> Nova variante do coronavírus já foi identificada em ao menos 10 estados do Brasil

O primeiro caso importado confirmado foi de um homem de 55 anos, morador de Joinville, em 11 de fevereiro. Depois, um homem, de 69 anos e uma mulher de 64 anos, ambos residentes no Amazonas, foram detectados ao serem internados em Florianópolis. Todos já tiveram alta hospitalar.

Colunistas