nsc
    nsc

    Saúde

    Santa Catarina tem primeiro caso de nova variante da Covid-19

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    11/02/2021 - 12h07 - Atualizada em: 11/02/2021 - 14h18
    Primeiro caso da nova variante foi confirmado em Joinville
    Primeiro caso da nova variante foi confirmado em Joinville (Foto: Claudia Morriessen)

    A Secretaria de Estado da Saúde recebeu nesta quinta-feira (11) a confirmação do primeiro caso da nova variante de Covid-19 no Estado, conhecida como P.1. O paciente é um morador de Joinville, que esteve em Manaus (AM) no início do ano.  

    > Variante do coronavírus em SC: profissionais de saúde envolvidos com paciente serão testados em Joinville

    > Painel do Coronavírus: saiba como foi o avanço da pandemia em SC

    A variante brasileira é mais transmissível que outras mutações do coronavírus, o que levou países como Portugal, Reino Unido, Itália e Alemanha a proibirem a entrada de viajantes vindos do Brasil.

    Regiões Oeste e Grande Florianópolis aplicaram mais vacinas contra a covid-19 por morador

    A identificação da variante foi feita pelo laboratório da Fiocruz, no Rio de Janeiro, que faz testes de sequenciamento de genoma. As amostras foram enviadas pelo Lacen assim que o caso foi identificado.  

    O paciente foi diagnosticado com Covid-19 no dia 16 de janeiro, e chegou a ser hospitalizado - mas já está em casa, e passa bem. Em entrevista à CBN, o superintendente de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário, disse que a Secretaria Municipal de Saúde de Joinville acompanhou o caso de perto. O Estado também solicitou informações à prefeitura de Joinville sobre as pessoas que tiveram contato com o paciente, e foram monitoradas.

    Até agora, cinco casos suspeitos de nova variante foram descartados em Santa Catarina, e outros 14 seguem sob investigação. Entre as suspeitas há pacientes que foram internados em Florianópolis, no Hospital Caridade e no Hospital Baía Sul.

    Estado não relaciona casos no Oeste à nova cepa

    O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, disse que não é possível, neste momento, relacionar a explosão de infecção e hospitalização por Covid-19 no Oeste à circulação de novas cepas. A hipótese não é descartada, mas ainda não há nada que confirme essa possibilidade.

    - Em ambientes com um certo desregramento, é complicado imputar outras causas. Não temos essa certeza (em relação a novas cepas). O que percebe é que algumas coisas na região precisam ser revistas – avalia o secretário.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Leia também

    SC quer vacinar todos os idosos com mais de 90 anos até o fim de semana

    Regiões Oeste e Grande Florianópolis aplicaram mais vacinas contra a covid-19 por morador

    Colapso no Oeste: lotação em leitos de Covid-19 nos hospitais gera alerta para outras regiões de SC

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas