nsc
    dc

    Imunização

    Regiões Oeste e Grande Florianópolis aplicaram mais vacinas contra a covid-19 por morador

    Mais de 89 mil doses foram aplicadas em Santa Catarina nas três primeiras semanas de campanha

    09/02/2021 - 12h49 - Atualizada em: 09/02/2021 - 13h04

    Compartilhe

    Cristian Edel
    Por Cristian Edel Weiss
    Vacinação é aplicada em idosos que vivem em instituições em Blumenau
    Vacinação é aplicada em idosos que vivem em instituições em Blumenau
    (Foto: )

    É nas regiões Oeste e Grande Florianópolis que proporcionalmente a vacinação contra a covid-19 tem avançado mais rapidamente nessas três primeiras semanas de imunização. Conforme levantamento feito pela reportagem sobre os dados mais recentes divulgados pelo governo do Estado, de sexta-feira, em Santa Catarina já foram aplicadas 89.152 doses desde 18 de janeiro, o que corresponde a 12 doses a cada mil habitantes.

    > Monitor da Vacina: dados detalhados da vacinação em Santa Catarina

    Na Grande Florianópolis, o índice é de 16,7 doses para cada mil moradores, a maior taxa do Estado até o momento. Em seguida está o Oeste, onde foram aplicadas 19.673 doses até sexta-feira, o que corresponde a 15,2 para cada mil habitantes. Acima da média estadual ainda está a região Sul, com 12,6 aplicações do imunizante para cada mil moradores. 

    Estão mais atrasados proporcionalmente o Vale do Itajaí e o Norte do Estado, ambos com índice de 9,8 vacinas para cada 1 mil habitantes.

    Os dados consideram a doses aplicadas aos grupos prioritários desta primeira fase da vacinação: profissionais de saúde, idosos residindo em instituições, pessoas com deficiência que frequentam instituições e população indígena. Desde esta segunda-feira, idosos com 90 anos ou mais também passaram a integrar o grupo que receberá a imunização, mas esses dados serão incluídos nos próximos balanços do governo do Estado.

    O Estado já recebeu 298.140 doses de vacinas para aplicar na população. Dessas, 250.640 são do consórcio Butatan/Coronac e 47.500 produzidas pelo Oxford/Astrazeneca.

    > Como será a fila de vacinação dos idosos contra o coronavírus em SC

    Cidades que apresentam índices mais altos de aplicação da vacina

    Ipuaçu, Entre Rios e União do Oeste, todas no Oeste do Estado, apresentam índices superiores a 100 doses aplicadas para cada 1 mil habitantes. São os índices mais altos do Estado até o momento. 

    Em Ipuaçu, onde vivem 7.514 pessoas, 1.698 doses já foram aplicadas. Em Entre Rios, cidade de 3.203 moradores, 538 já receberam vacina. Em comum, o alto índice das duas cidades é puxado pela vacinação aos indígenas. Em Ipuaçu, 94,5% das doses disponíveis atenderam a esse grupo prioritário. Em Entre Rios, representa 91%.

    Veja detalhes das doses aplicadas por cidade

    Em União do Oeste, idosos que vivem em instituições receberam o maior volume de doses até o momento. Foram 292 das 321 já aplicadas na cidade, que conta com 2.464 habitantes.

    Covid-19: os planos das maiores cidades de SC para a vacinação

    Ainda apresentam índices altos de aplicação para cada 1 mil moradores as cidades de José Boiteux, no Vale do Itajaí, com taxa de 72,2 doses por mil habitantes; São Pedro de Alcântara, na Grande Florianópolis, 41,4; e Joaçaba, no Oeste, com 30,5.

    Os índices per capita mais baixos são de Guabiruba, no Vale do Itajaí, com 3,8 por mil pessoas; Águas Mornas, na Grande Florianópolis, 3,9 por mil; e Lontras, no Vale do Itajaí, 4 para cada 1 mil pessoas.

    > Veja mais dados detalhados da vacinação em Santa Catarina no Monitor da Vacina

    Leia também sobre saúde

    Colapso no Oeste: lotação em leitos de Covid-19 nos hospitais gera alerta para outras regiões de SC

    Com ar-condicionado quebrado, Hospital Celso Ramos adia cirurgias

    > Tire as dúvidas que ainda restam sobre as vacinas contra a Covid-19

    > Quando serei vacinado contra a Covid-19 em Santa Catarina?

    > Infográfico: como funcionam as vacinas contra a Covid-19 aplicadas no Brasil

    Colunistas