nsc
dc

Saúde

Covid-19: os planos das maiores cidades de SC para a vacinação

Reportagem procurou prefeituras e secretarias de Saúde dos 10 municípios mais populosos de SC para saber como está o planejamento para aplicar as vacinas

06/02/2021 - 06h00 - Atualizada em: 06/02/2021 - 09h31

Compartilhe

Por Ângela Bastos
Bianca
Por Bianca Bertoli
Hassan
Por Hassan Farias
Como as cidades catarinenses estão se preparando para vacinação contra Covid-19
Como as cidades catarinenses estão se preparando para vacinação contra Covid-19
(Foto: )

Três semanas se passaram desde o início da vacinação contra a Covid-19 em Santa Catarina. O número de doses ainda é escasso e os municípios atuam para imunizar as pessoas que integram os grupos prioritários, confrome o Plano Nacional de Imunização.

> Confira o mapa da evolução do coronavírus em Santa Catarina

A reportagem entrou em contato com as prefeituras e secretarias de Saúde dos 10 municípios mais populosos do Estado para saber como está o planejamento para aplicar as vacinas contra a Covid-19.

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

Veja a seguir, como as cidades estão agindo e se preparando para a imunização dos catarinenses.

Clique nas cidades para saber saber como está o planejamento para aplicar as vacinas contra a Covid-19 em cada uma:

BLUMENAU

Região: Vale do Itajaí
População: 361.855 habitantes*

Como será o cronograma de vacinação?

Blumenau seguirá o cronograma estipulado pelo Ministério da Saúde. Ou seja, primeiro imunizará cerca de 70 mil pessoas dos grupos prioritários e depois o restante da população.


Como será a divisão por grupos?

A divisão por fases e grupos obedece a seguinte ordem: A Fase 1 e atual tem idosos em asilos, pessoas com deficiências em instituições e trabalhadores da saúde. Fase 2 tem idosos 80 anos e mais (4.426 pessoas), idosos 75 a 79 anos (4.037), idosos 70 a 74 anos (5.987), idosos 65 a 69 anos (8.832) e idosos 60 a 64 anos (11.242). A Fase 3 será para pessoas com comorbidades (20.881). E a Fase 4 terá funcionários do sistema prisional (148), privados de liberdade (1.032), pessoas em situação de rua, forças de segurança e salvamento (275) trabalhadores da educação (3.467), pessoas com deficiência grave (378) e forças armadas.


Como as pessoas saberão os dias em que poderão ser vacinadas?

Com a chegada de novas remessas, a prefeitura irá divulgar em canais oficiais (site e redes sociais) os grupos que podem se vacinar. Sabendo ser do público-alvo, a pessoa terá de agendar um horário pelo aplicativo Pronto Mobile do SUS Blumenau, telefone (156 opção 2) ou site. O sistema gerará automaticamente um dia e horário e permitirá agendamento conforme a disponibilidade de doses, sendo desativado e liberado de acordo com a quantidade existente em estoque. Equipes volantes poderão ir ao encontro daqueles que não têm condições de chegar ao local de vacinação (setor 1 do Parque Vila Germânica), como idosos acamados.


E os equipamentos necessários?
Têm seringas para vacinar toda a população?
Se não, quanto têm no estoque?

A prefeitura adquiriu 50 mil seringas e 135,8 mil agulhas. Se for necessário, pode adquirir mais 230 mil agulhas e 202 mil seringas.

Voltar ao topo

ITAJAÍ

Região: Foz do Rio Itajaí-Açu
População: 223.112 habitantes*

Como será o cronograma de vacinação?

Itajaí vai seguir as diretrizes estaduais e nacionais para vacinação contra a Covid-19. O planejamento e as estratégias de vacinação são definidos conforme a quantidade de doses repassadas pelo governo do Estado ao município. No momento, equipes volantes da Vigilância Epidemiológica estão indo a campo vacinar as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários desta primeira fase, conforme agendamento com as instituições.


Como será a divisão por grupos?

A cidade seguirá as diretrizes estaduais e nacionais de vacinação. Neste momento, em função do número reduzido de doses, estão sendo priorizados: profissionais que atuam em UTIs Covid-19, em emergências Covid-19 e no atendimento clínico hospitalar Covid-19, além de profissionais do Samu e do setor de transporte municipal que atuam na remoção de pacientes com a doença. Idosos acima de 60 anos em instituições de longa permanência, como asilos, e funcionários destes locais também estão entre os grupos recomendados pelo governo do Estado e Ministério da Saúde para receber a vacina neste momento.


Como as pessoas saberão os dias em que poderão ser vacinadas?

O município está realizando o agendamento com as instituições beneficiadas neste primeiro momento. A vacinação será ampliada gradativamente, conforme o recebimento e a disponibilidade de doses. A população-alvo será avisada sobre como proceder nos canais oficiais da prefeitura. A princípio, não haverá agendamento, apenas deverão procurar uma unidade de saúde.


E os equipamentos necessários?
Têm seringas para vacinar toda a população?
Se não, quanto têm no estoque?

Sim, o município de Itajaí adquiriu no fim do ano passado mais de 300 mil itens de insumos, como agulhas e seringas para vacinação e está preparado para a campanha.

Voltar ao topo

JOINVILLE

Região: Norte
População: 597.658 habitantes*

Como será o cronograma de vacinação?

Neste momento, Joinville faz um pré-cadastro para profissionais da saúde que não foram imunizados e pessoas com mais de 60 anos. Com base no número de pessoas cadastradas pertencentes a cada um dos grupos prioritários e no número de doses disponíveis, a prefeitura vai liberar o agendamento dos horários. Estão recebendo o imunizante profissionais da saúde que estão na linha de frente, idosos que vivem em Instituições de Longa Permanência para Idosos, profissionais do Samu, trabalhadores das UPA Norte e Sul, equipes de Atendimento Pré-hospitalar Móvel, profissionais que fazem a coleta e o diagnóstico laboratorial para coronavírus e quem atua na assistência clínica de pacientes com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19.


Como será a divisão por grupos?

A prefeitura de Joinville segue o Plano Nacional de Imunização conta a Covid-19. Na primeira etapa, pretende vacinar 112 mil pessoas, de acordo com a disponibilização de doses da vacina. No grupo 1, a imunização será de profissionais da saúde; idosos acima de 75 anos, pessoas acima de 60 anos e que vivem em Instituições de Longa Permanência para Idosos e indígenas. No grupo 2 receberão o imunizantes idosos entre 60 e 74 anos. O terceiro grupo será composto por pessoas que apresentam as comorbidades previstas no Plano Nacional de Imunização. O quarto grupo é formado por professores, profissionais das forças de segurança e do sistema prisional. A data para a vacinação de cada grupo depende da demanda de imunizante recebida.


Como as pessoas saberão os dias em que poderão ser vacinadas?

A prefeitura de Joinville vai abrir, nos próximos dias, o agendamento para que integrantes do grupo prioritário escolham a data e o horário para tomar a vacina. Neste momento, é importante que profissionais da saúde e pessoas com mais de 60 anos realizem o pré-cadastro no site.


E os equipamentos necessários?
Têm seringas para vacinar toda a população?
Se não, quanto têm no estoque?

A prefeitura de Joinville tem estoque de seringas e agulhas para atender toda a população que será vacinada.

Voltar ao topo

JARAGUÁ DO SUL

Região: Norte
População: 181.173 habitantes*

Como será o cronograma de vacinação?

O cronograma irá depender da quantidade de vacinas que o município receber. Jaraguá do Sul está vacinando de acordo com as orientações do Ministério da Saúde e conforme o recebimento de doses das vacinas. Até o momento (tarde de quarta-feira, dia 3), recebemos 2.392 doses e aplicamos 1.740 doses. A vacina foi aplicada em profissionais da saúde que atuam na linha de frente, idosos acima de 60 anos que residem em asilos. Outros profissionais da saúde estão sendo vacinados de acordo com o recebimento das doses. O município está na expectativa de receber a segunda dose da Coronavac para imunizar parte do primeiro grupo – profissionais da saúde na linha de frente –, que receberam a primeira dose em janeiro.


Como será a divisão por grupos?

A estimativa é imunizar, nesta primeira etapa, 3.310 profissionais da saúde, 200 idosos residentes em asilos, 3.385 pessoas acima de 75 anos, totalizando 6.895 pessoas. Na segunda fase, serão 11.415 pessoas de 60 a 74 anos. Na terceira fase, serão 10.300 pessoas que apresentam alguma comorbidade (diabetes melitus, hipertensão, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer, obesidade grave). Na quarta fase, serão 1.234 professores e 230 profissionais das forças de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional. Ao todo, são 30.074 pessoas dos grupos prioritários.


Como as pessoas saberão os dias em que poderão ser vacinadas?

Todas as ações estão seguindo o que preconiza o Ministério da Saúde. A vacinação acontece de acordo com o recebimento de doses, enviadas por meio do governo do Estado. Ainda temos uma grande quantidade de pessoas dos grupos prioritários para imunizar, e cuja abrangência depende da chegada da vacina. Jaraguá do Sul conta com o Comitê de Combate ao Coronavírus e a prefeitura criou e publica diariamente as informações mais importantes sobre o combate à pandemia no Painel Covid-19. Além disso, a prefeitura mantém atualizadas as informações e orientações à população nas redes sociais do município e contato com a imprensa local, canais que utilizará para uma campanha de mídia, orientando a população sobre o cronograma.


E os equipamentos necessários?
Têm seringas para vacinar toda a população?
Se não, quanto têm no estoque?

A prefeitura comprou 80 mil seringas e agulhas para aplicar as doses. O município conta com 22 salas de vacina nas unidades de saúde.

Voltar ao topo

FLORIANÓPOLIS

Região: Grande Florianópolis
População: 508.826 habitantes*

Como será o cronograma de vacinação?

A vacinação começou dia 20 de janeiro pelos trabalhadores da saúde, população idosa a partir dos 75 anos, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas).


Como será a divisão por grupos?

O município segue as orientações preconizadas pelo Ministério de Saúde e levando em conta os grupos considerados prioritários. A prefeitura de Florianópolis tem o vacinômetro, o qual funciona no site institucional e dentro da aba covidômetro criado em abril do ano passado. O objetivo é veicular dados, informações, ações e iniciativas de prevenção e combate ao Covid-19. No vacinômetro, as informações estão agrupadas por doses aplicadas, moradores vacinados e pessoas com esquema de segunda dose.


Como as pessoas saberão os dias em que poderão ser vacinadas?

O município tem investido nas mídias próprias. Além disso, veicula na imprensa peças para chamar a atenção das pessoas que, apesar da primeira dose da vacina, é necessário manter as medidas de uso de máscara, higiene das mãos, distanciamento social.


E os equipamentos necessários?
Têm seringas para vacinar toda a população?
Se não, quanto têm no estoque?

No começo da vacinação, a Secretaria de Saúde calculou um estoque de mais de 300 mil seringas e 235 mil agulhas. A prefeitura mantém em aberto o contrato com a empresa fornecedora dos insumos para que, se necessário, adquirir mais material. A maioria das seringas em estoque é de 3 ml, as mais utilizadas para a vacinação.

Voltar ao topo

SÃO JOSÉ

Região: Grande Florianópolis
População: 250.181 habitantes*

Como será o cronograma de vacinação?

São José tem o seu vacinômetro como parte do plano de vacinação. O objetivo é repassar informações sobre as etapas de imunização levando em conta as doses disponíveis e o público alvo.


Como será a divisão por grupos?

Até 31 de janeiro havia 4.032 josefenses vacinados, sendo 3.453 profissionais de saúde. Por ordem, estão recebendo as doses os que trabalham no sistema pré-hospitalar, os do atendimento clínico a suspeitos da Covid19, os que atuam na coleta swab e no diagnóstico laboratorial da doença. Além desses, também foram imunizados 579 idosos que vivem em asilos.


Como as pessoas saberão os dias em que poderão ser vacinadas?

Nas redes sociais da prefeitura são repassadas publicações periódicas. Também há uma campanha no rádio chamando atenção sobre a imunização. Os próximos a receber a vacina devem ser os idosos acima de 75 anos.


E os equipamentos necessários?
Têm seringas para vacinar toda a população?
Se não, quanto têm no estoque?

Acerca dos insumos, como seringas, a prefeitura informa que a demanda está de acordo com a população inserida no plano que se encontra em desenvolvimento.

Voltar ao topo

PALHOÇA

Região: Grande Florianópolis
População: 175.272 habitantes*

Como será o cronograma de vacinação?

A prefeitura de Palhoça iniciou a imunização no dia 19 de janeiro. Os primeiros a receber as doses contra a Covid-19 foram os servidores da rede pública municipal de saúde, no local de trabalho. Palhoça recebeu 2.640 doses, o que corresponde a aproximadamente 34% do total necessário para imunizar o grupo de risco da primeira fase. Com essa quantidade, será possível imunizar 2.343 profissionais de saúde, 112 pessoas institucionalizadas (casas de repouso) com mais de 60 anos, além de 185 indígenas, os quais serão vacinados pela Secretaria Especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde (Sesai).


Como será a divisão por grupos?

O Plano Estadual de Vacinação, em consonância com o Plano Nacional contra a Covid-19, prevê a imunização em quatro etapas, obedecendo critérios logísticos de recebimento e distribuição das doses pelo Ministério da Saúde. Na 1ª fase, que acabou de se iniciar, serão vacinados somente profissionais de saúde, pessoas com mais de 75 anos, idosos institucionalizados com mais de 60, trabalhadores das Instituições de Longa Permanência e população indígena (que são vacinados diretamente pela Sesai). Na 2ª fase, será a vez das pessoas com idade entre 60 e 74 anos. Na 3ª etapa, pessoas que apresentam alguma comorbidade. Na 4ª e última fase, professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, além de funcionários do sistema prisional receberão a vacina.


Como as pessoas saberão os dias em que poderão ser vacinadas?

Os prazos e escalas por idade dependem do recebimento das vacinas do Ministério da Saúde e repasse por parte do governo do Estado aos municípios.


E os equipamentos necessários?
Têm seringas para vacinar toda a população?
Se não, quanto têm no estoque?

Para este momento o estoque está sob controle.

Voltar ao topo

CRICIÚMA

Região: Sul
População: 217.311 habitantes*

Como será o cronograma de vacinação?

A prefeitura de Criciúma criou o Portal Minha Vacina de Criciúma. A plataforma cadastra os criciumenses para as etapas de vacinação e possibilita com que possam acompanhar os números em tempo real das doses aplicadas e a porcentagem por grupos, além de informações por faixa etária, bairro. Também há um canal para denúncias, e com isso casos de fura-fila podem ser encaminhados. O morador que tiver dificuldade em fazer o cadastro pode entrar em contato ou se deslocar até a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da residência. Os profissionais de saúde estarão capacitados para auxiliar na hora do preenchimento dos dados.


Como será a divisão por grupos?

Criciúma recebeu 2.294 doses da Coronavac e mais 1.810 doses da Oxford/ Astrazeneca. Até o último dia 28 de janeiro, o município havia vacinado 2.476 pessoas, entre os trabalhadores da área da saúde que auxiliam no combate à pandemia, acima de 60 anos, com comorbidades independentemente da idade e idosos que residem em Instituições de Longa Permanência e deficientes institucionalizados. De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde, estima-se que serão necessárias 6,5 mil doses para imunizar todos os trabalhadores da área. Após esta fase, segue a vacinação dos demais profissionais de saúde. Em seguida deve iniciar a imunização de idosos, de todas as faixas etárias, pessoas com comorbidades, profissionais de segurança e salvamento, e professores.


Como as pessoas saberão os dias em que poderão ser vacinadas?

Através do Portal Minha Vacina de Criciúma e também pelas mídias sociais.


E os equipamentos necessários?
Têm seringas para vacinar toda a população?
Se não, quanto têm no estoque?

A situação encontra-se sob controle.

Voltar ao topo

CHAPECÓ

Região: Oeste
População: 224.013 habitantes*

Como será o cronograma de vacinação?

Em Chapecó, principal cidade da região Oeste, não há cronograma de vacinação por datas. De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, isso ocorre porque o recebimento das doses da Regional de Saúde se faz de forma gradativa. No entanto, há um plano de vacinação municipal e, se necessário, adaptado para casos de alterações ou deliberações de instâncias superiores.


Como será a divisão por grupos?

A primeira fase da campanha de vacina incluiu os profissionais de saúde. Até o momento as instituições responsáveis pelos subgrupos 1 a 12 já foram contatadas para agendamento da vacinação, sendo que algumas ainda não repassaram os dados necessários. O setor de vigilância permanece aguardando a disponibilidade destes profissionais. Todos os idosos ou os casos com deficiência foram imunizados. Acerca dos indígenas, a prefeitura informa que as doses estão separadas e sendo aplicadas pelo Polo de Saúde Indígena de Chapecó. Seguindo orientação do Estado, idosos com 75 anos ou mais serão imunizados após os profissionais de saúde. No total foram recebidas 5.237 doses, um pouco mais da metade da população alvo foi imunizada.


Como as pessoas saberão os dias em que poderão ser vacinadas?

As informações para a população seguem através de informes em televisão, rádio, página da prefeitura e Agentes Comunitários de Saúde.


E os equipamentos necessários?
Têm seringas para vacinar toda a população?
Se não, quanto têm no estoque?

Quanto aos quantitativos de insumos para esta primeira etapa da vacinação, o município abriu processo de aquisição de maiores quantidades de agulhas e de seringas. Havia um estoque de 30 mil seringas, mas o município abriu processo para a compra de mais unidades.

Voltar ao topo

LAGES

Região: Serra
População: 157.349 habitantes*

Como será o cronograma de vacinação?

A prefeitura de Lages, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, segue com a estratégia de vacinação contra a Covid-19. O município recebeu 3.400 doses de vacinas, sendo 1.910 da CoronaVac e 1.490 da Oxford/AstraZeneca.


Como será a divisão por grupos?

Lages segue as etapas de vacinação definidas em reunião extraordinária pela Comissão Intergestora Bipartite, formada por secretários municipais de saúde e representantes do governo do Estado. A meta nessa primeira fase é vacinar 90% desse público prioritário, composto por aproximadamente 6 mil pessoas dos grupos prioritários na primeira etapa: idosos que residem em casas asilares e os trabalhadores desses locais e profissionais de instituições da saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19. Também estão sendo vacinados os profissionais do Corpo de Bombeiros envolvidos no Atendimento Pré-Hospitalar Móvel, vacinadores e profissionais que atuam na coleta (swab) e no diagnóstico laboratorial da Covid-19.


Como as pessoas saberão os dias em que poderão ser vacinadas?

As informações sobre a vacinação contra a Covid-19 são divulgadas nos canais oficiais do município e veículos de imprensa em diferentes plataformas. No caso dos profissionais da saúde, ofícios e contatos telefônicos estão sendo estabelecidos com os gestores das instituições, para reforçar as orientações. A Secretaria Municipal da Saúde aguarda os próximos encaminhamentos do Ministério da Saúde e do governo do Estado, sobre os quantitativos de vacina disponibilizados ao município. A vacinação ocorrerá de forma gradativa. Quando receber volume suficiente, a vacina em Lages será disponibilizada em 22 salas de vacinação nas Unidades Básicas de Saúde e na Central de Vacinas. Outra estratégia será um sistema drive-thru no entorno do ginásio Jones Minosso.


E os equipamentos necessários?
Têm seringas para vacinar toda a população?
Se não, quanto têm no estoque?

A respeito dos insumos, o planejamento para vacinação começou em setembro de 2020, com a formação de estoque de seringas e agulhas, sem comprometer o consumo mensal desse material aos demais atendimentos. Lages tem estoque para vacinar um terço da população com duas doses, portanto, mais de 50 mil pessoas. O município integra o consórcio Cincatarina, e solicitou uma remessa de aproximadamente 100 mil agulhas. Em paralelo, há processo licitatório para aquisição de agulhas e seringas em andamento pelo poder público municipal.

Voltar ao topo


*Estimativa do IBGE

Leia também:

> Tire as dúvidas que ainda restam sobre as vacinas contra a Covid-19

> Quando serei vacinado contra a Covid-19 em Santa Catarina?

> Infográfico: como funcionam as vacinas contra a Covid-19 aplicadas no Brasil

Colunistas