nsc
an

Pandemia

Joinville tem medidas restritivas contra o coronavírus prorrogadas por mais sete dias

Decreto assinado pelo prefeito Adriano Silva é válido para uma semana a partir desta terça-feira

12/01/2021 - 19h31

Compartilhe

Cláudia
Por Cláudia Morriesen
foto mostra pessoas andando de máscara nas ruas de Joinville durante a pandemia do novo coronavírus
Regras para lojas e restaurantes continuam valendo em Joinville, como a ocupação máxima de 30%
(Foto: )

A Prefeitura de Joinville prorrogou as medidas de enfrentamento ao coronavírus por mais sete dias, a partir desta terça-feira (12). Nesta data, o prefeito Adriano Silva (Novo) assinou o Decreto número 40.409. Ele considera, entre outras questões, que os indicadores epidemiológicos monitorados pela Secretaria de Saúde se encontram em estabilidade, com elevada ocupação de leitos nas alas exclusivas para pacientes com Covid-19 nos hospitais de Joinville.

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

De acordo com o documento, permanece a limitação de pessoas a 30% da capacidade de lotação dos estabelecimentos com atendimento ao público, bem como a proibição do ingresso e circulação de clientes em grupos de duas pessoas ou mais, em supermercados e hipermercados. Também continuam suspensas as atividades de casas noturnas, boates, pubs e casas de shows.

> Santa Catarina chega a 5.707 mortes de pessoas que contraíram coronavírus

Restaurantes, bares e lanchonetes podem funcionar sem limitação de horário, mas seguindo as restrições de limitação de público a 30% da capacidade, utilização de áreas de recreação infantil e limitação de até quatro clientes por mesa, com distanciamento mínimo de um metro entre as pessoas. As apresentações de música ao vivo nesses estabelecimentos estão permitidas, desde que não haja interação de clientes em pé.

Quase 550 mortes em Joinville

Em nove meses e meio, tempo que a pandemia do novo coronavírus chegou à região, 548 moradores de Joinville morreram após contraí-lo. Destas, 45 morreram em janeiro — ou seja, em apenas 11 dias, data da atualização mais recente na lista de óbitos da Secretaria de Estado de Saúde. No momento, 2.290 pessoas estão infectadas, segundo os dados do Governo do Estado. 

Na última atualização do mapa de risco, Joinville aparecia com a pior pontuação do Estado: 3,5, em uma escala que vai até 4. A região está no nível gravíssimo desde 24 de novembro e não há perspectiva de recuo para o patamar grave. No momento, as piores pontuações são nos quesitos de transmissibilidade, monitoramento e capacidade de atenção, todos com nota 4. 

Colunistas