nsc
an

Imunização

Joinville teve 700 notificações de reações da vacina contra Covid; entenda os efeitos

Infectologista Luiz Henrique Melo explica que efeitos colaterais são pouco intensos ou frequentes

08/06/2021 - 15h30 - Atualizada em: 08/06/2021 - 18h35

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Vacinação contra o coronavírus em Joinville
Vacinação contra o coronavírus em Joinville
(Foto: )

Joinville recebeu cerca de 700 notificações de reações adversas da vacina contra a Covid desde o início da imunização até o fim de maio. Neste mesmo período, o município aplicou 181 mil vacinas, entre primeira e segunda doses, o que indica sintomas "pouco intensos e pouco frequentes", segundo o infectologista Luiz Henrique Melo.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O especialista é coordenador da Vigilância em Saúde de Joinville e disse, em entrevista à CBN Joinville, que os efeitos colaterais mais comuns são dor no corpo e dor na cabeça, seguidos de febre, normalmente com duração de até 24 horas.

- A maioria dos efeitos acontece na primeira dose, principalmente com a vacina da Astrazeneca. Nos nossos dados, tivemos 282 efeitos adversos notificados na primeira dose e apenas 18 na segunda dose da Astrazeneca - detalhou.

A vacina Coronavac gerou 276 notificações na primeira dose e outras 155 no reforço vacinal, entre as mais de 100 mil aplicações em Joinville. Por fim, em relação às 7 mil doses aplicadas da Pfizer, os números foram menores, com apenas três efeitos adversos notificados na primeira dose e nenhuma reação na segunda.

> As diferenças entre as vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Coronavac

- A maciça maioria desses casos são de efeitos leves que não tiveram nenhum tipo de repercussão. Não podemos garantir que a pessoa não vai ter nenhum efeito colateral, mas podemos garantir que os efeitos são pouco frequentes e pouco intensos - pontuou.

Durante a entrevista à CBN Joinville, o infectologista citou apenas um caso de trombose em pernas de uma pessoa vacinada com a Astrazeneca. No entanto, ele ressaltou que foi apenas um caso entre 74 mil imunizados com o modelo da vacina, mostrando que ela continua sendo segura para a população.

> Joinville abre nova central para vacinação contra a Covid-19

O que fazer em caso de reações

O infectologista explicou que as reações das vacinas são leves e não precisam de atendimento médico. No entanto, para quem tiver dúvidas a recomendação é procurar o mesmo local onde foi vacinado para que seja feita a notificação do efeito adverso. Assim, a Secretaria da Saúde consegue realizar o acompanhamento.

- Acho que a questão é a pessoa estar segura e se sentir orientada adequadamente para não ficar preocupada com as fake news que geram mais insegurança e medo - ressaltou Melo.

O médico ainda explicou que o único remédio recomendado para quem tiver reações adversas é o parecetamol. Como analgésico e antitérmico, ele é o suficiente para lidar com os sintomas dos efeitos adversos.

Leia também:

Dengue em Joinville: com 10 mil casos no ano, veja o perfil dos infectados e como se cuidar

Neste ano, 662 pessoas tiveram Covid e também dengue em Joinville

Colunistas