nsc
Ouça ao vivo

publicidade

Acidente 

Jovem desaparecido em rio entre SC e RS voltava da universidade quando barco virou

Outros 12 estudantes e o piloto estavam na embarcação que saiu de Itapiranga.

07/11/2019 - 11h50 - Atualizada em: 07/11/2019 - 12h56

Compartilhe

Por Juliana Gomes
Bombeiros de SC e RS trabalham nas buscas
Bombeiros de SC e RS trabalham nas buscas
(Foto: )

O Corpo de Bombeiros faz buscas nesta quinta-feira (7) por um jovem de 19 anos que desapareceu no Rio Uruguai, entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Ele estava no barco que virou por volta das 23h dessa quarta-feira (06). Segundo os bombeiros, o estudante não sabia nadar.

Estavam no barco o piloto, o jovem e outros 12 colegas que voltavam da universidade. Os alunos faziam a travessia entre Itapiranga, no Oeste catarinense, e Barra do Guarita, no noroeste gaúcho. O nome do rapaz não foi divulgado.

Os bombeiros trabalharam durante toda madrugada e, nesta manhã, a operação foi reforçada, com embarcações do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O helicóptero do Serviço Aeropolicial (Saer) da Polícia Civil de Chapecó também participa das buscas. Uma equipe da Marinha com duas embarcações está a caminho de Itapiranga para auxiliar no trabalho.

Ouça o relato do tenente João Rudini Sturm:

Travessia diária

Conforme o tenente João Rudini Sturm, centenas de estudantes e trabalhadores fazem a travessia de cerca de 800 metros de rio de um estado ao outro todos os dias.

- Diariamente, embarcações de alumínio de 7 ou 8 metros fazem essa travessia. Em Itapiranga, tem um frigorífico também e muitos trabalhadores usam esse transporte. Ontem, o barco virou no meio do rio e, como esse jovem não sabia nadar, e acabou se afogando - contou.

Com a chuva dos últimos dias, as águas do Rio Uruguai estão escuras, o que dificulta o trabalho dos bombeiros, conforme Rudini.

- As buscas foram feitas durante toda noite, com embarcações na superfície. Até o momento, as buscas continuam com 13 bombeiros de Santa Catarina e Rio Grande do Sul - informou.

Investigação

Os militares apuram se os ocupantes do barco usavam colete salva-vidas. Uma pessoa que estava no barco teve um ferimento na cabeça e foi atendida.

- Vai ser comunicado a Capitania dos Portos para fazer a investigação (se o barco era regulamentado). Se estudou a possibilidade de fazer mergulho e assim que tiver condições, seguirão as buscas submersas - afirmou.

Buscas

No fim da manhã desta quinta, os bombeiros informaram que o rio Uruguai está 3 metros acima do normal e, além da água escura, a forte correnteza dificulta as buscas. Dois sobrevoos de helicóptero foram feitos no início da manhã por cerca de 10 quilômetros da extensão do rio, mas os militares não puderam avançar por causa da neblina.

A vistoria ocorre em um trecho de 16 quilômetros no meio e nas laterais no rio. Por questão de segurança, acaba onde começa o Salto do Yucumã, um conjunto de quedas d'água entre o Noroeste do Rio Grande do Sul e a Argentina.

Aulas suspensas

O jovem que está desaparecido cursava o sexto semestre de agronomia na Universidade Central de Educação Faem (UCEFF). A instituição informou por meio de nota que lamenta profundamente o acidente e se solidariza com as buscas e família do estudante.

A UCEFF declarou ainda que oferece gratuitamente aos alunos uma barca para essa travessia, mas que nessa quarta não foi usada pelos estudantes. As aulas de todos os cursos estão suspensas nesta quinta e sexta-feira.

Deixe seu comentário:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade