nsc
santa

violência doméstica 

Jovem é barrado em banco por falta de máscara e acaba preso por cárcere privado em Blumenau 

A namorada dele entrou na agência desacompanhada e relatou série de agressões

24/04/2020 - 15h18 - Atualizada em: 24/04/2020 - 16h46

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa
(Foto: )

Um homem foi preso nesta sexta-feira (24), após levar a namorada a uma agência bancária no Centro de Blumenau. Como estava sem máscara de tecido - o uso é obrigatório na cidade por conta do novo coronavírus -, apenas a mulher conseguiu entrar (ela possuía a proteção). Ela então relatou aos funcionários que estava sendo mantida em cárcere privado. A Polícia Civil foi até a instituição e, após o flagrante, solicitou a prisão preventiva do suspeito.

Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

O casal chegou ao banco logo após o almoço e tentou usar um caixa eletrônico. O cartão da jovem apresentou problema e ela precisou entrar na agência para resolver a questão. Ele tentou a acompanhar, mas foi barrado pelos vigilantes pois estava sem máscara.

Testemunhas viram o rapaz ameaçando a namorada de morte caso contasse alguma coisa aos funcionários. Do lado de fora, aguardou a vítima. Ela então pediu ajuda à atendente e contou que estava sendo mantida em cárcere privado dentro da própria casa desde a Páscoa, há duas semanas.

Naquele feriado, após uma discussão por ciúmes, o suspeito bateu na jovem, quebrou o celular dela e a proibiu de sair de casa sozinha. Sob ameaças de morte e agressões constantes, manteve ela trancada até esta sexta-feira, quando precisou de dinheiro e a levou ao banco. Antes de sair ele teria cometido nova violência.

Leia também: Coronavírus: Justiça determina que shopping de Blumenau adote medidas de segurança

Notando o desespero da cliente ao relatar a história, uma das gerentes acionou o delegado David Sarraff, da Delegacia de Proteção à Criança, Mulher, Adolescente e Idoso (DPCAMI). A equipe foi até o local e o levou à Central de Polícia. Ele, que já tem passagens por outros crimes como furto e roubo, foi autuado por ameaça, lesão corporal e cárcere privado.

> Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

— O namoro começou em janeiro e eles estavam morando juntos há cerca de um mês. Ela foi levada ao Instituto Geral de Perícias para fazer o exame — conta o delegado, que pediu a prisão preventiva do suspeito. A solicitação será avaliada pela Justiça na audiência de custódia deste sábado (25).

A jovem foi encaminhada a um local seguro. Uma medida protetiva contra o agressor já foi solicitada. Os nomes e idades não foram revelados pelo delegado para preservar a identidade da vítima.

​> Pedidos de proteção a mulheres vítimas de violência aumentam 186% em Blumenau

Colunistas