publicidade

Verão NSC

Jurerê: tudo o que você precisa saber sobre a praia de Florianópolis

Enquanto os beach clubs chamam atenção das celebridades, o mar calmo da Praia de Jurerê atrai diversas famílias para a Capital de SC 

01/02/2019 - 06h33 - Atualizada em: 25/03/2019 - 15h38

Compartilhe

Gabriel
Por Gabriel Lima
jurere-praia
Praia tem mar morno e calmo que reflete tons de azul claro nos dias ensolarados
(Foto: )

Seja pelos shows internacionais, pelas visitas de famosos ou pelas fotos de ostentação nas redes sociais: você provavelmente já ouviu falar de Jurerê. O local tornou-se famoso mundialmente pela construção de inúmeras mansões e a instalação de beach clubs, frequentados por celebridades e jovens que não raramente chegam às festas com carros importados.

A praia é oficialmente dividida entre os bairros de Jurerê Tradicional e Internacional, apesar de não ter limite que separe as faixas de areia. A localidade era unificada até a década de 80, quando uma construtora comprou vários hectares com objetivo de criar um loteamento de luxo próximo à praia, transformando o povoado que antes era formado majoritariamente por pescadores e nativos.

Mas não é preciso ser um "rei do camarote" para frequentar a praia. Como há estacionamento gratuito nas ruas próximas e o mar é calmo, muitas famílias com crianças e idosos procuram Jurerê. O preço cobrado nos quiosques é menor que dos restaurantes, então há opções gastronômicas mais acessíveis para quem quer economizar.

Como chegar?

Saindo do Centro, é possível chegar na praia passando pela Avenida Beira-Mar Norte e entrando na SC-401 pela Avenida da Saudade. Após percorrer cerca de 13 quilômetros, haverá sinalização para entrar na SC-402, a rodovia de acesso a Jurerê. O trajeto segue reto por alguns quilômetros até chegar a uma rótula sinalizada onde é possível entrar à direita. Ao chegar na Avenida dos Búzios, a principal do bairro, basta encontrar um dos estacionamentos para achar a entrada para a areia.

A partir do aeroporto, no Sul da Ilha, é necessário passar pela Rodovia Governador Aderbal Ramos da Silva (Via Expressa Sul) e depois na Rua Deputado Antônio Edu Vieira, seguindo as placas que levam às praias do Norte ou à UFSC. Após seguir reto por cerca de cinco quilômetros no bairro Pantanal, haverá o acesso para a SC-401, também devidamente sinalizado, a partir de onde será possível repetir o caminho acima.

A rota é mais simples para quem sair do Leste da Ilha, na região da Lagoa da Conceição. Após voltar da Avenida das Rendeiras, o caminho mais próximo é atravessar a Rodovia Admar Gonzaga (SC-404), passando pelo Morro da Lagoa e entrando à direita no último cruzamento para chegar na SC-401. Depois, o caminho é o mesmo para ir até a praia.

Quem for de ônibus terá três opções. A mais prática é a linha Jurerê (272), que sai do Terminal Integrado de Santo Antônio de Lisboa (Tisan). Outra opção para chegar à praia é sair do Terminal Integrado de Canasvieiras (Tican) com o Forte/Canasvieiras (250). Quem estiver pelas praias do Norte também pode pegar a linha Interpraias (294), apesar dos poucos horários. Após chegar à Avenida dos Búzios, é possível descer em qualquer ponto e seguir reto até encontrar algum estacionamento para entrar na praia.

Os que preferem utilizar o serviço de transporte por aplicativo para chegar em Jurerê irão desembolsar ao menos R$ 40 saindo da rodoviária e R$ 49 do aeroporto. Vale lembrar que os valores são estimados e podem ser afetados pela demanda do momento. Usando o táxi, o preço mínimo deve ser de R$ 62 a partir da rodoviária e R$ 74 do aeroporto.

Características da praia?

O mar em Jurerê é morno e calmo, com algumas pequenas ondas que demoram para quebrar. A inclinação da faixa de areia não é muito acentuada, de forma que a profundidade aumenta gradativamente. A água reflete tons azuis claros nos dias ensolarados e tem condição própria para banho de acordo com o Instituto do Meio Ambiente (IMA), que analisou cinco pontos da praia.

A faixa de areia tem pouco mais de três quilômetros de extensão e começa estreita em Jurerê Tradicional, aumentando à medida que segue para o bairro Internacional e terminando em um costão de pedras que marca o início do Forte de São José da Ponta Grossa. Aliás, a areia é fina e fofa, mas permite boas caminhadas na beira do mar.

A orla tem vegetação nativa em quase toda a extensão, de forma que há pouca infraestrutura próxima. O acesso é feito pelos estacionamentos dos beach clubs ou em algumas pequenas trilhas próximas da faixa de areia. A praia tem um chuveiro com ducha próximo à praia, mas não tem banheiro de uso público. Já o posto guarda-vidas fica na parte Internacional da praia.

Público que frequenta?

Jurerê é frequentada por dois públicos distintos. Muitos jovens vão para as festas dos beach clubs e passam algum tempo na faixa de areia, já que tal prática é liberada pela maioria dos estabelecimentos. Mas há muitas famílias com crianças e idosos que procuram a praia pelo mar calmo e morno. Sem falar dos turistas latinos, sempre presentes nas praias do Norte da Ilha e que ficam principalmente no lado direito da praia.

jurere-publico
Além dos jovens que frequentam os beach clubs, Jurerê também é muito procurada por famílias com crianças e idosos
(Foto: )

O que fazer?

A maior parte das pessoas vai a Jurerê para comemorar. Durante o verão, os beach clubs abrem diariamente para festas e shows com artistas nacionais e internacionais. O principal gênero musical é o eletrônico, mas também há espaço para sertanejo, funk, pagode, pop, rock e até reggae. A maioria das casas permite saídas para a areia e algumas ainda têm piscina.

A praia também tem dois locais sinalizados com raias para prática de esportes no mar e o aluguel do equipamento pode ser feito na faixa de areia. O preço da prancha de stand up paddle por meia hora varia entre R$ 25 e R$ 30 e chega a R$ 50 por uma hora. O caiaque individual custa de R$ 25 a R$ 30 por meia hora de aluguel, enquanto a dupla paga R$ 50 para usar pelo mesmo período.

Quem for em grupo pode brincar com o barco banana boat, que pode ser alugado no mesmo lugar. O preço por pessoa é de R$ 35 por 20 minutos. Outra opção para prática de esportes é reunir o pessoal e jogar nas cinco quadras que ficam na areia, das quais três são para tênis e duas para futvôlei.

Mas se o objetivo é descansar na praia, há pontos de aluguel que cobram entre R$ 10 a R$ 20 pelo guarda-sol e R$ 10 a R$ 15 pela cadeira.

O que comer?

Os quiosques credenciados pela Prefeitura têm opções bem acessíveis em comparação com a média dos restaurantes do bairro. Salgados como pão de queijo, esfiha, enroladinho e espetinho são vendidos na faixa de preço entre R$ 5 e R$ 10. Já o valor do pastel varia de R$ 8 a R$ 13 dependendo do ponto de venda.

Quem quiser um lanche com hambúrguer pode encontrar produtos a partir de R$ 18. O misto quente custa em média R$ 8, enquanto o cachorro quente sai por R$ 10 — mesmo preço das mini pizzas. O milho verde é vendido a partir de R$ 7. Já a porção de 500 gramas de batata frita varia entre R$ 20 e R$ 30.

Também há várias opções de frutos do mar. A porção de 500 gramas de camarão à milanesa custa entre R$ 60 e R$ 80, enquanto a de lula pode ser encontrada por R$ 50 a R$ 55. O preço de uma porção de iscas de peixe é R$ 40 e de casquinhas de siri é R$ 45. Quem preferir os bolinhos pode pagar R$ 30 para comprar uma dúzia recheada de camarão ou siri.

Para sobremesa há opção de salada de frutas, vendidas em um copo de 500ml pela faixa de preço entre R$ 15 e 25. Já o copo de 500ml de açaí com granola, banana, morango, leite ninho e leite condensado custa entre R$ 20 e R$ 25.

O que beber?

Não há tanta variação nos preços das bebidas vendidas nos quiosques credenciados pela Prefeitura. A água costuma sair por R$ 5, mesmo preço da lata de refrigerante. A água de côco pode ser encontrada pagando de R$ 8 a R$ 10.

Entre as opções de cerveja, a lata é vendida por R$ 5, enquanto a garrafa long neck custa entre R$ 8 e R$ 10. Alguns estabelecimentos também vendem a bebida na garrafa de 600ml e cobram R$ 15. Entre os destilados, os preços começam em R$ 15 com a caipirinha e podem chegar a R$ 35 com drinques que misturam vodca.

jurere-vista-aerea
Praia tem diversos quiosques com lanches, bebidas e pratos com frutos do mar
(Foto: )

Estacionamento?

Uma das vantagens da praia é ter estacionamento gratuito próximo à praia. Quem visitar o local pode escolher entre deixar o veículo nas vagas próximas aos beach clubs ou pelas ruas do bairro — já que é permitido estacionar o carro na maior parte das vias sem a cobrança de Zona Azul.

Restaurantes próximos?

Por conta do planejamento do bairro de Jurerê Internacional, não há restaurantes próximos da praia além dos beach clubs. As casas noturnas, por sua vez, têm como especialidade a gastronomia portuguesa pelos pratos com frutos do mar, mas também oferecem combinações com carne vermelha, hambúrguer e sobremesas.

Quem preferir pratos mais em conta e estiver na parte central da praia pode andar alguns metros até o Jurerê Open Shopping. O local tem diversas opções gastronômicas entre restaurantes, bares, cafés e hamburguerias. Os preços começam abaixo de R$ 10 em lanches naturais e passam dos R$ 100 em combinações mais elaboradas.

Deixe seu comentário:

publicidade