nsc

publicidade

Decisão

Justiça decide que ex-deputado João Pizzolatti irá a júri popular 

Juiz determinou ainda que o ex-parlamentar não poderá aguardar o julgamento em liberdade

03/10/2019 - 19h12 - Atualizada em: 03/10/2019 - 21h52

Compartilhe

Redação
Por Redação Santa
João Pizzolatti quando foi preso em maio deste ano
(Foto: )

A Justiça determinou nesta quinta-feira(3) que o ex-deputado federal João Alberto Pizzolatti, que se envolveu em um acidente em dezembro de 2017 que deixou um jovem com ferimentos graves, irá a júri popular.

A decisão foi proferida pelo juiz da 1ª Vara Criminal da Comarca de Blumenau, Juliano Rafael Bogo. O magistrado ainda determinou que o ex-parlamentar não poderá aguardar o julgamento em liberdade.

Pizzolatti está detido no Presídio Regional de Blumenau desde maio deste ano. O juiz afirmou que o ex-deputado responderá pelo crime de homicídio qualificado tentado.

Segundo consta no processo, Pizzolatti afirmou ter bebido logo depois do acidente. A batida provocou queimaduras de 1º e 3º grau no jovem que conduzia o carro que foi atingido pelo ex-deputado.

Além disso, testemunhas relataram que o ex-deputado transitava em ziguezague pela pista antes da colisão, a Rodovia SC-421, entre Blumenau e Pomerode.

O júri popular ainda não tem data para acontecer. A decisão desta quinta-feira ainda cabe recurso.

Pizzolatti estava em liberdade desde o dia do acidente, mas foi preso depois de descumprir uma medida cautelar, quando foi flagrado dirigindo na cidade de Rio dos Cedros.

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

publicidade