nsc
santa

Investigação

Laudo revela brutalidade do assassinato de corretor de imóveis em Balneário Camboriú

Polícia está colhendo o depoimento de familiares da vítima para entender o que pode ter motivado homicídio

03/05/2022 - 07h53 - Atualizada em: 03/05/2022 - 14h17

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
José Neri tinha 47 anos e foi encontrado morto na quinta-feira (21)
José Neri tinha 47 anos e foi encontrado morto na quinta-feira (21)
(Foto: )

O laudo com a causa da morte de José Neri revela a brutalidade com que o corretor de imóveis foi assassinado em Balneário Camboriú. De acordo com a Polícia Civil, o homem de 47 anos perdeu a vida ao ser golpeado várias vezes com uma arma branca ainda não identificada. 

A perícia encontrou perfurações em diversas partes do corpo, mas principalmente na região do pescoço. Nem mesmo a perícia conseguiu apontar quantos golpes Neri levou nesta área do corpo tamanha a violência do ataque.  

> Clique aqui e receba notícias do Vale do Itajaí por WhatsApp

A polícia está ouvindo os familiares da vítima para entender o que pode ter motivado o crime. Uma das hipóteses seria o envolvimento com drogas. 

Desde o dia 21 de abril, dois adolescentes e um adulto estão presos por ligação com o caso. O trio foi flagrado pela PM enquanto enterrava o corpo de Neri em um buraco cavado por eles mesmos, que estavam com pá e enxada quando a viatura chegou.

Em depoimento o grupo admitiu a ocultação do cadáver, mas deu uma explicação surreal à polícia. O grupo disse que passou pela região e viu o corpo caído no terreno. Para não deixar exposto à comunidade, teriam decidido enterrá-lo. 

Todos os três têm passagens anteriores pela polícia.

O delegado Vicente Soares acredita que haja a participação de outras pessoas no crime. O prazo para conclusão do inquérito é de 30 dias.

Leia também

> Militar do Exército é assassinado a tiros na porta de casa em Blumenau, diz PM

> Plantação de "supermaconha" é descoberta no Litoral de SC

> Buscas por motorista que matou policial de Blumenau entram no 8º dia

Colunistas