nsc
dc

Serial killer

Lázaro usou celular de refém para enviar mensagens durante assalto; entenda

Na conversa, ele fingiu ser a vítima e avisou ao ex-marido que estava com cólica

24/06/2021 - 18h02

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Lázaro está foragido há 16 dias
Lázaro está foragido há 16 dias
(Foto: )

Lázaro Barbosa, o serial killer foragido há 16 dias, usou o celular de um integrante da família que fez como refém um dia após chacina cometida por ele em Goiás. O casal e o filho ficaram por 4h sob a mira de um revólver apontado por Lázaro.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Para não chamar atenção de amigos e parentes, o serial killer se passou pela mulher ao manter uma conversa no Whatsapp com conhecidos. Em entrevista ao Metrópoles, a vítima contou que enquanto o assassino revirava a casa em busca de comida e dinheiro, o celular estava apitando.

Na conversa, Lázaro fingiu ser a vítima e avisou o ex-marido que estava com cólica. Durante o diálogo, ele chegou a enviar risadas. "kkkk", escreveu.

> Lázaro, assassino em série de Goiás, deixou carta em esconderijo; veja trechos

Durante o tempo que manteve a família refém, Lázaro afirmou que nem sempre foi criminoso, costumava frequentar a igreja e se considerava evangélico. “Ele relatou que, inclusive, tocava guitarra e baixo na igreja. Ele ficou extremamente nervoso quando disse que a Justiça ameaçava tirar a guarda da filha que estava sob os cuidados de sua companheira”, contou a vítima.

Confira o print:

Print metrópoles
Print metrópoles
(Foto: )

Leia mais em Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Leia também:

> Caso Lázaro: aplicativo desenvolvido em Joinville pode ajudar na caçada por serial killer

> Homem tenta invadir chácara e troca tiros com caseiro; polícia apura se era Lázaro Barbosa

> Advogada de Lázaro pede proteção física e mental em caso de prisão do serial killer

Colunistas