O empresário Luciano Hang irá pagar R$ 100 mil para quem ajudar a localizar os suspeitos de atearem fogo na estátua de uma loja da Havan em Porto Velho, Rondônia. O caso ocorreu na madrugada de 14 de dezembro e um inquérito foi aberto pela Polícia Civil. Até esta terça-feira (19), ninguém havia sido preso.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Segundo informações do Jornal O Globo, duas pessoas em uma moto incendiaram a estátua, que é símbolo da rede varejista, na loja situada no bairro Industrial da capital rondoniense. Imagens de câmeras de monitoramento apontam que, após o crime, os dois fugiram na contramão. A estrutura ficou completamente destruída. No local, um saco com galão foi encontrado.

BMW de luxo vira “viatura ostentação” da PM em Balneário Camboriú

As imagens do incêndio viralizaram nas redes sociais. A própria Havan publicou um vídeo a respeito do incêndio em seu perfil oficial. Além de lamentar o ocorrido, a loja também informou que pagará a recompensa a quem tiver informações sobre o paradeiro dos suspeitos.

Continua depois da publicidade

“Temos certeza que foi uma ação isolada e que não representa a população. Por isso, gostaríamos de pedir para toda a comunidade da cidade de Porto Velho (RO) nos ajudar a identificar. Pagaremos R$ 100 mil para quem localizar os criminosos”, diz a publicação.

A Polícia Civil de Rondônia abriu o inquérito para apurar o caso. As investigações, no entanto, seguem em sigilo.

Veja imagens do incêndio

Confira fotos

Leia também

Governo lança aplicativo para bloquear celular roubado nesta terça; veja como usar

Imagens mostram novo viaduto da BR-101, na Grande Florianópolis, que será “inaugurado”

Destaques do NSC Total