nsc
santa

SÓ A LUZ DO DIA

Mais de 27 mil imóveis ficam sem luz em Blumenau e região; veja locais mais afetados

Celesc diz que problema está relacionado com os ventos fortes

23/11/2021 - 15h27 - Atualizada em: 23/11/2021 - 16h22

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Só em Blumenau são mais de 20 mil residências afetadas
Só em Blumenau são mais de 20 mil residências afetadas
(Foto: )

Mais de 27,2 mil imóveis estavam sem luz por volta das 16h15min desta terça-feira (23) no Médio Vale do Itajaí. A cidade mais afetada era Blumenau, com 22,7 mil casas sem energia elétrica. Gaspar era o segundo município mais afetado, com 3,1 mil residências desabastecidas. 

A Celesc disse que em virtude dos ventos fortes na região a rede foi atingida por galhos, o que danificou a rede. Informou ainda que 28 equipes atuam para restabelecer o sistema; 

> Receba notícias da região do Vale do Itajaí direto no Whatsapp

Em Blumenau o bairro Fortaleza contabilizava a maior quantidade de imóveis sem luz: são 7.730. Na sequência vinha o Progresso, com outras 7.663 unidades consumidoras no escuro. A terceira localidade mais afetada era a Itoupava Norte, onde havia 4.614 casas e prédios sem energia elétrica. 

Na cidade vizinha Gaspar, o desabastecimento atingiu principalmente os bairros Barracão, Bateias, Santa Terezinha e Gasparinho.

> Tarde de sol em Blumenau iguala a maior temperatura de 2021 na cidade

Esses ventos fortes eram esperados, como alertou a Defesa Civil. Em Blumenau, às 15h10min, uma mensagem de "Atenção" foi disparada ao moradores informando sobre o risco de temporal com granizo e possibilidade de alagamentos nas próximas horas. 

No Litoral Norte de Santa Catarina a previsão se confirmou no início da tarde. Houve registro de queda de granizo entre Itapema e Balneário Camboriú. Em Canelinha e Tijucas a situação também se repetiu, como mostram as imagens feitas por moraodores. 

Leia também

> Chuva de granizo atinge o Litoral de SC e previsão indica novos temporais

> Recorde de calor em SC: veja maiores temperaturas registradas na história

> Ciclone nesta semana? Meteorologista explica

Colunistas