nsc
dc

União de esforços

Mais de 30 mil litros de água são lançados de helicóptero no combate ao incêndio em Palhoça

Entre a tarde e o início da noite, um dos focos se aproximou da BR-101, que ficou bloqueada devido a forte fumaça e só foi liberada por volta das 20h

15/01/2020 - 18h55 - Atualizada em: 15/01/2020 - 21h46

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Foram mais de 50 lançamentos ao longo do dia
Foram mais de 50 lançamentos ao longo do dia
(Foto: )

O Corpo de Bombeiros trabalha no combate ao incêndio que atinge uma área de mata no bairro Morretes, em Palhoça. Desde a manhã desta quarta-feira (15), mais de 30 mil litros de água foram lançados sobre as áreas de queimadas, que está dentro do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, atingido por uma série de incêndios no segundo semestre do ano passado. Os Bombeiros devem seguir no trabalho durante a madrugada.

Pela manhã foram usados 16,3 litros em 30 lançamentos de Bambi Bucket - balde especializado suspenso em um cabo transportado por helicóptero para fornecer água para o combate aéreo a incêndios. Já durante a tarde, mais 14.750 litros de água foram lançados em 27 sobrevoos.

Um dos focos de incêndio foi reduzido até o fim da tarde e segue monitorado pelos bombeiros, que estão posicionados estrategicamente em solo, para conter as chamas.

Já o segundo foco se aproximou da marginal da BR-101 e a fumaça bloqueou a rodovia por, pelo menos, quatro horas.

A Polícia Militar Ambiental também atua no combate ao incêndio e informou que ainda não é possível estimar a área devastada pelas chamas. Ainda, segundo informou, a medição pode ser feita pela manhã da quinta-feira (16), se o fogo estabilizar.

Confira vídeo

Bloqueio na BR-101

Entre 15h e 20h, mais de 10 quilômetros de congestionamento se formou em ambos os sentidos, exigindo atuação, também, da Polícia Rodoviária Federal. No mesmo horário, as chamas atingiram, também, a estrada que dá acesso a Guarda do Embaú.

No início da noite o apoio aéreo, com helicóptero Águia, da Polícia Militar, foi encerrado por conta do horário. A região com residências não foi atingida e o fogo não oferecia riscos até às 19h30min. O monitoramento continua na região.

Colunistas