nsc
hora_de_sc

Luto

MC Kallebe, criador do bordão 'bigodin finin, cabelin na régua', é encontrado morto no Rio de Janeiro

O menino de 12 anos e um amigo estavam desaparecidos depois de saírem para um mergulho. Os dois foram localizados no rio Ururaí, em Campos dos Goytacazes

23/10/2020 - 13h31 - Atualizada em: 23/10/2020 - 13h39

Compartilhe

Por Janaína Laurindo
O menino conhecido como Mc Kallebe ficou conhecido em 2018 após participar de um clipe do funkeiro MC Bin Laden
O menino conhecido como Mc Kallebe ficou conhecido em 2018 após participar de um clipe do funkeiro MC Bin Laden
(Foto: )

Bombeiros encontraram no final da manhã desta sexta-feira (23) o corpo de Kallebe Souza, de 12 anos, criador do bordão "bidogin finin, cabelin na régua". O menino desapareceu com um amigo após mergulhar no rio Uraraí, em Campos dos Goytacazes, no Norte do Rio de Janeiro.

> Estudante de Blumenau e Whindersson Nunes trocam mensagens na internet

Segundo informações divulgadas pelo G1, o amigo que não teve a identidade divulgada também foi encontrado morto. A causa da morte dos dois jovens ainda não foi confirmada, mas os bombeiros acreditam que tenha sido afogamento.

O menino conhecido como Mc Kallebe ganhou fama em 2018 após participar de um clipe do funkeiro MC Bin Laden. Kallebe viralizou nas redes sociais com o o bordão "bidogin finin, cabelin na régua". O vídeo da música em parceria com MC Bin Laden tem mais de 9 milhões de visualizações no YouTube.

> Daphne, de Blumenau, encanta jurados e avança no The Voice Brasil

Após a confirmação da morte, MC Bin Laden homenageou o parceiro.

Ver essa foto no Instagram

Descanse em paz

Uma publicação compartilhada por ÉOBINLADEN (@mcbinladen) em

Algumas horas antes o funkeiro havia pedido orações para a localização do garoto.

Família peço oração de quem puder pelo o Kallebe criador do meme “bigodin finin cabelin na régua“. Hoje é usada e milhares de música de sucesso de vários artistas. Não temos 100% de informação. Mais dizem que ele está desaparecido. E talvez se afogou quando entrou no rio. Não acharam o corpo e creio que temos uma chance de que ele esteja vivo. Quem puder ore pela vida dele. Pois cremos que ele pode sim está vivo e acaba tudo bem. Vamos ter fé e orar pela vida dele — escreveu ele no Instagram, na legenda de uma foto ao lado de Kallebe.

> Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

Leia também:

Comer ovos demais faz mal? Nutrólogo tira dúvida e fala sobre a quantidade adequada

Roda gigante vai impactar mercado imobiliário em Balneário Camboriú; entenda

Cientistas testam as próprias vacinas contra o coronavírus

Colunistas