O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso precisou ser escoltado após ser visto em um restaurante na noite desta quinta-feira (3) em Porto Belo, Litoral Norte de Santa Catarina. Ele jantava no bairro Perequê quando um grupo de manifestantes se reuniu no entorno do estabelecimento e começou a xingá-lo. 

Continua depois da publicidade

> Receba notícias de Porto Belo e região direto no Whatsapp

Ministro flagado jantando em Perequê
Ministro flagado jantando em Perequê (Foto: Redes sociais, Reprodução)

Testemunhas contaram à reportagem que após sair do restaurante o ministro seguiu para uma residência, e teria sido seguido por manifestantes. A Polícia Militar precisou ser chamada ao local e ajudou a equipe de segurança do STF a fazer uma escolta para que Barroso deixasse o imóvel de madrugada, já por volta das 4h. 

Vídeos feitos pela jornalista Ana Cordeiro mostram os manifestantes xingando o ministro de “lixo, vagabundo, bandido”. A PM informou que o ministrou não registrou Boletim de Ocorrência por causa da situação.

A polícia disse ainda que a manifestação ocorreu de forma “pacífica e ordeira” e que “a autoridade deixou o local sem nenhum tipo de conflito mais grave” e ninguém foi preso. 

Continua depois da publicidade

Vídeo mostra ministro deixando restaurante em SC

Leia também

Blumenau amanhece com 90% dos postos de combustíveis abastecidos

Concursos públicos em SC: veja vagas abertas em novembro, salários e como se inscrever

Duas apostas de SC acertam na quina da Mega-Sena e faturam R$ 65 mil

Destaques do NSC Total