nsc
santa

Luto

Morre aos 28 anos vítima de Covid-19 integrante de equipe de e-sports em Brusque

Marcelo é um dos filhos de Walter Orthmann, o funcionário mais antigo de uma empresa no mundo

16/07/2021 - 09h30 - Atualizada em: 16/07/2021 - 09h49

Compartilhe

Por Giulia Machado
Ele estava internado no Hospital de Azambuja
Ele estava internado no Hospital de Azambuja
(Foto: )

Morreu aos 28 anos, vítima da Covid-19, Marcelo Orthmann, diretor de operações da Havan Liberty, nessa quinta-feira (15). Ele estava internado no Hospital de Azambuja, em Brusque. Marcelo é filho de Walter Orthmann, conhecido por ser o funcionário mais antigo de uma empresa em todo mundo.

> Acesse para receber as notícias do Santa por WhatsApp

Segundo nota publicada pela empresa, que é uma organização da Havan para esportes eletrônicos ou e-sports, Marcelo estava internado há um mês para tratar a doença.

Nas redes sociais, a Havan Liberty lamentou a perda do gestor. “Conhecemos o Marcelo pela sua incrível dedicação e profissionalismo por trás de toda a operação da organização. E muito além disso, temos as lembranças preciosas de um amigo que esteve conosco nos momentos mais importantes. Vai ser difícil seguir caminho sem você, meu amigo. Nossos sentimentos a família e a todos os amigos”, escreveu.

O velório começou às 7h desta sexta-feira (16), na capela Luterana do Centro de Brusque, e o sepultamento ocorre às 15h, no Cemitério Luterano.

Marcelo é um dos oito filhos de Walter, que foi para o livro dos recordes, o Guinness Book em 2018, por ser o empregado mais longevo do mundo. Em 2021, ele completou 83 anos de trabalho na RenauxView, em Brusque, e 99 anos de idade.

> Funcionário mais antigo do mundo será um dos primeiros a tomar a vacina da Covid-19 em SC

* Sob supervisão de Augusto Ittner

Leia também

Calendário de vacinação contra a Covid-19 em Blumenau impõe meta difícil de cumprir

Cervejarias fazem apelo por Oktoberfest Blumenau 2021 “com responsabilidade”

Hildebrandt diz que CPI do transporte coletivo de Blumenau não preocupa: “Acho que é bom”

Havan mira Nordeste e vai investir mais de R$ 300 milhões ainda em 2021 em novas lojas

Colunistas