nsc
dc

ELEIÇÕES 2022

MPF pede que WhatsApp adie criação de supergrupos para depois das eleições

Judiciário tenta conter a difusão em larga escala de notícias falsas e de desinformação

19/04/2022 - 06h40

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Novidade foi anunciada pelo WhatsApp recentemente e visa ampliar a funcionalidade dos grupos
Novidade foi anunciada pelo WhatsApp recentemente e visa ampliar a funcionalidade dos grupos
(Foto: )

O Ministério Público Federal em São Paulo solicitou ao WhatsApp para que considere a possibilidade de adiar para 2023 a aplicação da novidade da plataforma intitulada de “comunidades”. A modalidade permitirá que sejam criados grupos para mais de dois mil usuários membros.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

A peça foi encaminhada à empresa no último sábado (16), através de um ofício endereçado ao setor de políticas públicas da Meta — como foi rebatizado o grupo fundado por Mark Zuckerberg, que levava o nome de sua primeira rede social, o Facebook, e controla o aplicativo de mensagens.

A novidade foi anunciada pelo WhatsApp recentemente e visa ampliar a funcionalidade dos grupos, hoje restritos a pouco mais de 250 integrantes cada. No cenário nacional, há a expectativa pela implementação dos "supergrupos" ainda neste ano. O objetivo do MPF é evitar a implementação do recurso durante o processo eleitoral, para conter a difusão em larga escala de notícias falsas e de desinformação.

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Entenda os prazos das eleições

Acesse também

O que brasileiros mais pesquisam no Google sobre Eleições 2022

"Terraplanismo democrático" e representatividade: por que jovens não tiram título de eleitor

Como transferir o título de eleitor

Colunistas