A tentativa de assalto a uma marina em Florianópolis, e que acabou com os suspeitos mortos no sábado (2) começou com um pedido para falar com alguém dentro do estabelecimento. Quem fez este pedido foi uma mulher, que, em seguida, foi presa pela polícia. As informações são do delegado Walter Loyola, da Delegacia de Roubos da Capital.

Continua depois da publicidade

Clique aqui e receba notícias no WhatsApp

Segundo Loyola, a mulher, de cerca de 20 anos, chegou ao portão e pediu para falar com alguém da marina. O proprietário foi até o portão para receber a mulher, momento em que o assalto foi anunciado por dois homens armados.

A dupla chegou já com armas em punho, conforme o delegado. O proprietário correu para um motorhome estacionado no local, onde o pai dele estava. Segundo as investigações, o pai do proprietário da marina foi quem fez os disparos. Ele tinha posse e registro da arma, segundo o delegado.

Os disparos foram feitos contra os assaltantes, um de 22 e outro de 26 anos. Um morreu no local, e outro foi encaminhado ao hospital. A morte do segundo suspeito foi confirmado pelo delegado na noite desta terça (5). A mulher foi presa em flagrante e encaminhada ao presídio feminino.

Continua depois da publicidade

Para o delegado, não há outras pessoas além do trio envolvidas na tentativa de assalto.

Leia mais

Idoso preso nos EUA após condenação de estupro em SC será extraditado

Homem que pediu ajuda da própria filha para matar namorada é condenado em SC

Grupo suspeito de movimentar R$ 3,5 bilhões em contrabando de soja é alvo de operação da PF

Destaques do NSC Total