nsc
santa

Investigação

Mulher é encontrada morta ao lado do marido em Itajaí e caso intriga polícia

Casal foi encontrado pelos filhos depois de passar horas trancado no quarto

16/08/2021 - 14h01 - Atualizada em: 17/08/2021 - 06h11

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Casal estava trancado no quarto
Casal estava trancado no quarto
(Foto: )

Um suposto assassinato ocorrido em Itajaí na noite deste domingo (15) intrigou a polícia pelos elementos encontrados na cena da ocorrência: a mulher de 43 anos estava sem vida ao lado do marido, 47, que desnorteado não conseguia falar. Nenhuma arma foi encontrada, mas a vítima possuía sinais de violência pelo corpo. O caso é investigado pela Polícia Civil.

> Receba notícias do Vale do Itajaí pelo WhatsApp

Os bombeiros militares foram acionados antes das 23h. Chegando ao imóvel do bairro Fiuza Lima, atenderam a mulher, que estava deitada no chão do quarto dela, nua, ao lado da cama, com sangramento no nariz, hematomas pelo corpo e queimadura de segundo grau em uma das pernas. Já não havia o que fazer.

O marido, porém, estava consciente, mas totalmente desorientado, deitado na cama. Ele possuía um machucado na cabeça. Havia urina e fezes pelo quarto. De acordo com o relato dos filhos, de 18 e 22 anos, eles notaram que os pais não saíram do cômodo durante todo o dia; bateram à porta e só conseguiram escutar o pai balbuciando algo.

O mais velho então arrombou a entrada. Quando entrou, viu que a mãe estava de joelhos e cabeça no chão, em posição fetal. Os filhos deitaram a mulher e tentaram reanimá-la com massagem cardíaca, mas sem sucesso. Com a chegada do socorro e a situação observada, polícia e perícia foram chamadas.

> Onde será construído o futuro Museu da Oktoberfest Blumenau

Segundo a PM, a porta do quarto teria marcas de arrombamento antes do filho de 22 anos forçar a entrada. A jovem de 18 anos contou que na noite anterior ouviu um barulho no cômodo dos pais e perguntou se estava tudo bem. A mãe teria dito que sim.

O homem foi levado ao hospital sob custódia da polícia, já que se tornou suspeito do crime. A reportagem tentou contato com o delegado responsável pelo inquérito para esclarecer qual a conclusão do laudo cadavérico e a principal linha de investigação, mas não teve retorno.

A filha da vítima atendeu o telefonema, mas não quis falar sobre o ocorrido. Disse apenas que o pai ainda está desorientado e que a família aguarda o resultado da perícia para também entender o que de fato aconteceu com a mulher.

Leia também

Dois assaltantes são mortos por policial de folga em Joinville durante tentativa de roubo

Abandono de cachorro causa indignação em Içara, no Sul de SC

Veja quem deve tomar a terceira dose da vacina contra Covid na opinião de especialistas

Efeitos colaterais da Pfizer; veja os sintomas mais relatados

Combinação de vacinas contra a Covid-19: tudo que você precisa saber

Colunistas