nsc
hora_de_sc

Violência na Capital

Mulher é sequestrada e mantida em matagal em Florianopolis após negociar celular na internet

Um dos suspeitos foi preso em flagrante; vítima passa bem

27/11/2020 - 18h34 - Atualizada em: 02/12/2020 - 17h07

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Carro utilizado pelos suspeitos para o sequestro-relâmpago
Carro utilizado pelos suspeitos para o sequestro-relâmpago
(Foto: )

Uma mulher foi sequestrada por três homens nesta sexta-feira (27), em Florianópolis, enquanto negociava a venda de um celular anunciado na internet. Ela foi capturada na Rua das Gaivotas, em Ingleses, e levada até um matagal no Rio Vermelho, onde foi amarrada e mantida presa até a chegada da polícia. Um dos suspeitos foi preso em flagrante. 

> Sequestro de mulher após venda de celular pela internet é investigado pela polícia em Florianópolis

Segundo informações da Polícia Militar, o sequestro relâmpago ocorreu no momento em que a vítima se encontrou com o suposto comprador, no local onde havia combinado antecipadamente pela internet para realizar a transação. Ela foi rendida e deixada presa em um matagal enquanto o grupo levava o carro da vítima, uma caminhonete Tucson, a um esconderijo.

Neste tempo, o 21° Batalhão de Polícia Militar recebeu informações sobre um veículo suspeito que circulava na região Norte da Ilha de SC, com placas adulteradas, e iniciou as buscas para verificação. O carro suspeito era utilizado pelo grupo para se encontrar com a mulher e fugir após o roubo.

Uma viatura se deparou com o grupo suspeito e iniciou uma perseguição, até que o carro colidiu contra um muro. Um dos suspeitos foi detido no local. Os outros dois conseguiram escapar para um mato. 

A vítima foi localizada pela polícia, sem lesões físicas. A caminhonete da vítima foi recuperada e o carro dos suspeitos apreendido. A ocorrência foi apresentada à Polícia Civil.

Veja mais imagens

Muro onde o veículo dos suspeitos colidiu
Muro onde o veículo dos suspeitos colidiu
(Foto: )
Veículo que era utilizado pelos suspeitos
Veículo que era utilizado pelos suspeitos do sequestro
(Foto: )

Colunistas