nsc

publicidade

Violência

Mulher morre e motorista de aplicativo fica ferido após tiros em Joinville

Crime ocorreu por volta das 23 horas desta quarta-feira, na zona Leste da cidade

28/06/2018 - 06h41 - Atualizada em: 28/06/2018 - 08h19

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Uma mulher morreu e um motorista de aplicativo ficou ferido após tiros na zona Leste de Joinville. Segundo o delegado Dirceu Silveira Júnior, da Delegacia de Homicídios (DH), o crime ocorreu em frente a um estabelecimento comercial na rua Prefeito Baltazar Buschler, no bairro Espinheiros.

A vítima solicitou uma corrida pelo aplicativo por volta das 23 horas desta quarta-feira. Assim que ela embarcou, um homem apareceu perto do carro e começou a atirar. Os disparos atingiram a mulher no peito e no pescoço e também o motorista, de 40 anos, foi atingido na perna.

Ainda segundo o delegado, o condutor, ao ser atingido, arrancou o carro e foi até o Hospital Regional Hans Dieter Schimid. O motorista recebeu atendimento e o estado de saúde dele é estável. Já a mulher deu entrada no hospital, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu nesta madrugada.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o motorista relatou à guarnição que foi fazer uma corrida para a mulher e, enquanto esperavam por um amigo dela, foram atingidos pelos tiros. No local do crime foi localizada uma cápsula 9mm.

A Polícia Civil irá investigar o caso como homicídio, ainda não há informações de que possa ter ocorrido latrocínio – um assalto seguido de morte. A polícia não informou a identidade dos envolvidos e até o momento ninguém foi preso. Nesta tarde, a polícia deve ouvir o motorista do aplicativo.

A reportagem de “AN" tentou contato com o aplicativo de transporte, mas até a publicação desta reportagem a empresa ainda não havia retornado o contato.

Quem tiver informações ou quiser realizar denúncias para a Delegacia de Homicídios pode ligar para o Disque Denúncias (181) ou enviar mensagens para a página da Delegacia de Homicídios no Facebook. As informações serão mantidas em sigilo.

Leia também:

Vara exclusiva para julgamento de homicídio começa a operar em julho em Joinville

Deixe seu comentário:

publicidade