nsc
santa

Investigação

Mulher que desapareceu há mais de 6 meses no Alto Vale foi assassinada, conclui polícia

Moradora de Agronômica, Vanisse Venturi desapareceu no dia 23 de julho do ano passado

01/02/2021 - 19h38 - Atualizada em: 01/02/2021 - 19h41

Compartilhe

Por Guilherme Simon
Vanisse Venturi
Segundo nota divulgada pela polícia, Vanisse teria sido morta entre a noite do dia 22 e a madrugada do dia 23 de julho; corpo não foi encontrado
(Foto: )

A moradora de Agronômica que desapareceu em julho do ano passado no Alto Vale do Itajaí foi assassinada, informou em nota nesta segunda-feira (1º) a Polícia Civil. A Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Rio do Sul concluiu o inquérito que investigava o caso. Um suspeito foi indiciado pelo crime de homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

> Morre ex-prefeito de Gaspar, Evaristo Spengler, aos 91 anos

Vanisse Venturi, 39, desapareceu da casa onde morava, próximo à BR-470, na manhã do dia 23 de julho. Ela sumiu do imóvel apenas com a roupa do corpo enquanto os filhos de 12 e 18 anos ainda dormiam. O caso, que permaneceu por meses envolto em mistério, mobilizou forças de segurança da região.

Segundo a nota divulgada pela polícia, Vanisse teria sido morta entre a noite do dia 22 e a madrugada do dia 23 de julho. A Polícia Civil também informou que o corpo dela ainda não foi encontrado.

O inquérito policial, de 345 páginas, segue agora para análise do Ministério Público e Poder Judiciário. A polícia não informou qual foi a motivação do crime, tampouco se o suspeito indiciado pelo homicídio tinha alguma relação com a vítima.

> Festival Brasileiro da Cerveja de Blumenau é cancelado neste ano e volta em 2022

Procurado pelo Santa, o delegado responsável pelo caso, Thiago Cardoso Silva, da DIC de Rio do Sul, declarou que todas as informações a respeito do caso haviam sido repassadas na nota oficial da polícia, e disse que não passaria mais nenhum detalhe a respeito.

Colunistas