Natural de Vidal Ramos, cidade do Alto Vale do Itajaí, o catarinense Marcos Petry, de 30 anos, foi o convidado para estrear o quadro do Caldeirão com o Mion “Arte Transforma”, que tem como objetivo mostrar o poder da arte para transformar vidas. No programa, que foi ao ar neste sábado (24), o cantor se apresentou com a música “Maluco Beleza” de Raul Seixas. 

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

Com mais de 200 mil seguidores nas redes sociais, Marcos usa a tecnologia para divulgar o seu trabalho com a música e para ajudar outras famílias e pessoas que assim como ele, são diagnosticadas no espectro autista. 

Quem são os Osages, população indígena retratada no filme “Assassinos da Lua das Flores” 

— Adoro música, adoro sons e isso é muito importante na minha vida. A importância de ser um autista falando de autismo é ser uma referência para aquilo que deu certo, onde eu tento dizer para as famílias que há possibilidades, e muitas possibilidades, para alguém dentro do espectro autista —  conta. 

Continua depois da publicidade

Segundo Arlete Petry, mãe de Marcos, antes de ter o filho, a família não era familiarizada com o termo “autista”. O diagnóstico surgiu quando o menino foi para a escola e as professoras começaram a mandar bilhetes para os pais:

— Quando ele foi para a escola, as professoras começaram a mandar bilhetes para gente, avisando a gente que: “Marcos não fica parado, fica se balançando o tempo todo”. “Marcos não gosta de trabalhar em equipe, sempre sozinho”. “Marcos não olha pra professora quando fala”.

Veja as fotos da apresentação de Marcos

Trajetória na música 

A música apareceu cedo na vida de Marcos. Segundo a mãe, ele aprendeu a cantar logo depois que começou a falar. 

Continua depois da publicidade

—A gente percebeu que quando ele começou a falar ele já cantava muitas músicas de cor. A gente ficava apavorado pensando “onde é que ele sabe disso?” Ele sabia da musicoterapia — explica ela. 

Com o interesse na música, não demorou muito para que surgisse a vontade de aprender a tocar instrumentos musicais e, aos 6 anos, participou da primeira aula de violão. Entretanto, o momento não saiu como o esperado.

FOTOS: Galos e galinhas gigantes criados em SC custam R$ 5 mil e ovos valem R$ 400 a dúzia

Segundo Arlete, o professor se recusava a ensinar o menino por “achar que ele não ia aprender”. Mas graças a diretora da escola da época, Marcos conseguiu realizar o sonho e continuou com as aulas de violão.

— Fiz exercícios para desenvolver minhas mãos e os meus braços e consegui tocar violão. Depois não parei mais — relata.

Continua depois da publicidade

Atualmente Marcos dá palestras e treinamentos para a conscientização sobre o autismo. Ele também é fã de línguas e sabe falar sete idiomas diferentes, incluindo sueco e catalão. 

— Uma vez que eu pisar no palco, uma vez que eu tocar a música, eu vou fazer a trajetória da música na minha vida e vou lembrar que se eu tivesse desistido do meu sonho não estaria pisando no palco do Caldeirão — finaliza.

A apresentação completa de Marcos no Caldeirão com Mion pode ser conferida no Globoplay.

Publicidade

Além de muita informação relevante, o NSC Total e os outros veículos líderes de audiência da NSC são uma excelente ferramenta de comunicação para as marcas que querem crescer e conquistar mais clientes. Acompanhe as novidades e saiba como alavancar as suas vendas em Negócios SC.

Leia mais

Morre a influenciadora Dai Cruz, portadora de uma doença genética rara e incurável 

Joelma cai durante festa do BBB 24 e é socorrida por brothers: “Derrubou o gigante”

Destaques do NSC Total