nsc

publicidade

Repercussão

Nas redes sociais, jornalistas, políticos e famosos se manifestam sobre a morte de Boechat

Apresentador morreu na queda de um helicóptero em São Paulo na manhã desta segunda-feira (11)

11/02/2019 - 15h49 - Atualizada em: 11/02/2019 - 16h51

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
(Foto: )

Duas pessoas, entre elas o jornalista Ricardo Boechat, 66 anos, morreram após um helicóptero cair em trecho do Rodoanel que dá acesso à rodovia Anhanguera, na zona oeste de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (11). Pelas redes sociais, jornalistas, políticos e celebridades lamentaram a morte do apresentador.

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) prestou solidariedade às famílias do jornalista e do piloto.

O vice-presidente também publicou mensagem no Twitter:

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) divulgou nota de pesar em que diz que o jornalista era "um profissional reconhecido pelo trabalho e senso crítico aguçado revelado nos principais meios de comunicação do país".

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também se manifestou nas redes sociais. "Recebo com tristeza a informação sobre a trágica morte do jornalista Ricardo Boechat e outras duas pessoas", disse. "Boechat foi um dos grandes comunicadores do nosso país e uma referência de bom jornalismo e independência. Presto minha solidariedade a seus familiares e amigos." ​ ​

Também se manifestaram governadores como João Doria (PSDB), de SP, Wilson Witzel (PSC), do Rio, e Romeu Zema (Novo), de Minas Gerais.

O humorista Fabio Porchat também lamentou o acidente:

Carlos Bolsonaro, vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente, referiu-se a Boechat como jornalista "capaz de conquistar o respeito tanto dos que convergiam quanto dos que divergiam de suas ideias e opiniões":

O humorista Marcelo Adnet desejou "muita força e paz à família:

Deixe seu comentário:

publicidade