nsc
    dc

    Basquete

    NBA recomeça na Disney com atletas ajoelhados durante o hino e camisas de protesto

    Temporada será encerrada em Orlando, em uma bolha e sem torcida

    30/07/2020 - 20h17 - Atualizada em: 30/07/2020 - 20h26

    Compartilhe

    Folhapress
    Por Folhapress
    Jogadores vestiram camisas "vidas negras importam" na volta da NBA
    Jogadores vestiram camisas "vidas negras importam"
    (Foto: )

    Com todos os jogadores de Utah Jazz e New Orleans Pelicans ajoelhados durante a execução do hino americano e vestidos com camisetas com a frase "Black lives matter" (vidas negras importam), a temporada da NBA recomeçou nesta quinta-feira (30) após mais de quatro meses de paralisação pelo coronavírus.

    O jogo inaugural é parte de uma rodada dupla que será completada com o confronto entre Los Angeles Lakers e Los Angeles Clippers às 22h (de Brasília). O Sportv2 transmite.

    > SC tem mais de 80 mil casos confirmados de coronavírus e 1.042 mortes

    A NBA preparou um clipe para a abertura da transmissão pela TV com depoimentos de jogadores que falaram sobre igualdade racial e da necessidade de mudança nos Estados Unidos. Os atletas das duas equipes, comissão técnica e árbitros ficaram perfilados à beira da quadra enquanto a mensagem era exibida.

    O início da temporada acontece em meio à pandemia da Covid-19. O país também convive com protestos por igualdade racial e contra brutalidade policial que têm acontecido em várias cidades do país.

    "Estou feliz que [os jogadores] estejam unidos, mas quero deixar claro que se alguém não quiser se ajoelhar porque o hino significa algo para ele, essa pessoa não deve ser vista como uma vilã", pediu Charles Barkley, nome histórico da NBA e que hoje é comentarista.

    Técnicos e funcionários das equipes usaram adesivos na camisa que pediam justiça social. Entre as determinações da liga está que os jogadores devem ficar de pé durante o hino, mas é pouco provável que alguém seja punido por ter descumprido a norma.

    "Vamos analisar tudo, mas é claro que temos de entender que esses são tempos pouco usuais", disse na última quarta-feira (29) o comissário da liga, Adam Silver.

    Por causa do vírus, todas as partidas vão acontecer na ESPN Wide World of Sports Complex da Disney World, na Flórida. Os jogadores das 32 equipes foram colocados em uma espécie de bolha social para evitar contágio. Eles não podem sair do local até o fim da temporada. Isso em teoria. 

    Lou Williams, do Clippers, foi colocado em quarentena no início da semana por ter saído da bolha para ir a uma boate. Ele alega ter ido ao local apenas para pegar o jantar que havia encomendado.

    Os times que chegarem às finais da NBA permanecerão no complexo da Disney por 98 dias.

    A temporada começou com uma partida do Utah Jazz, a equipe que catapultou o adiamento da liga, em março, quando o pivô Rudy Gobert teve teste com resultado positivo para a Covid-19.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas