Com a chegada das baixas temperaturas, alguns fenômenos podem atingir a região serrana de Santa Catarina. De acordo com a Epagri, a previsão de primeira neve do ano em Santa Catarina, que pode ocorrer até a madrugada de sexta (12), pode ser acompanhada de chuva congelada e muita umidade.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Neve e chuva congelada, apesar de similares, têm características diferentes. Os fenômenos também são diferentes da neve congelante. A seguir, o NSC Total explica como se forma a neve e quais as diferenças entre ela e a chuva congelante e a chuva congelada.

Neve

A neve é o fenômeno mais esperado durante o inverno, especialmente em regiões como São Joaquim e Urupema. O fenômeno, porém, só ocorre quando a temperatura do ar está abaixo de 0°C e há umidade suficiente na atmosfera. Os cristais de gelo se aglomeram e caem na forma de flocos, criando a clássica paisagem branca.

Chuva congelada

Já a chuva congelada ocorre quando a neve que cai da nuvem, passa por uma camada de ar mais quente, com temperatura acima de 0°C, mas depois volta a encontrar uma camada de ar frio, e recongela antes de chegar ao chão, formando os pequenos aglomerados de gelo que caem no chão.

Continua depois da publicidade

Chuva congelante

Já a chuva congelante acontece quando a precipitação cai em forma de gotas líquidas, mas, ao atingir superfícies muito frias, como estradas e calçadas, congela imediatamente, formando uma camada de gelo. Esse fenômeno é particularmente perigoso para o tráfego, pois pode causar acidentes devido à formação de gelo negro, quase invisível, nas vias.

Relembre a neve histórica em SC


Leia também

Neve, temporais, estiagem: auge do inverno em SC terá “combo” de eventos, prevê Fórum

Como as mudanças climáticas estão influenciando a costa de Santa Catarina

Destaques do NSC Total