nsc
dc

Alerta

Número de mortes por dengue em SC neste ano supera o dobro de todo 2021

Estado registra 20.539 casos da doença e ultrapassa número do ano passado, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pela Dive-SC

22/04/2022 - 17h45

Compartilhe

Paulo
Por Paulo Batistella
SC já tem número recorde de mortes por dengue em um mesmo ano
SC já tem número recorde de mortes por dengue em um mesmo ano
(Foto: )

Santa Catarina tem confirmadas 16 mortes por dengue neste ano, segundo a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive). O novo boletim com dados atualizados da doença no Estado foi divulgado nesta sexta-feira (22). O número representa um aumento de 128% em relação ao que foi registrado durante o ano passado inteiro.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Em 2021, foram confirmadas sete mortes pela doença. Desde o início de abril, quando confirmou sua oitava vítima fatal, Santa Catarina já passou a ter seu recorde de mortes por dengue em um mesmo ano. Até a última terça (19), havia confirmação de 12 óbitos.

​O boletim da Dive também registra 20.539 casos da doença — no ano passado, haviam sido 19.133 ocorrências. Do total, 17.602 aconteceram por transmissão dentro do Estado, ou seja, são autóctones, distribuídos em 87 municípios.

Além disso, 33 cidades catarinenses atingiram nível de epidemia — quando são registrados ao menos 300 casos da doença a cada 100 mil habitantes, segundo classificação da Organização Mundial de Saúde (OMS). No boletim anterior, de 13 de abril, a Dive contabilizava 26 cidades em cenário epidêmico e 14.497 casos. 

A maioria das mortes é de homens — há apenas três mulheres entre os óbitos. Há ainda 13 óbitos por suspeita de dengue sob investigação.

A nível nacional, Santa Catarina aparecia como terceiro estado com maior número de mortes em boletim recente do Ministério da Saúde. O documento tratava de dados contabilizados até 9 de abril, ocasião em que estavam confirmados dez óbitos entre os municípios catarinenses.

Saiba onde as mortes foram registradas em SC:

  • Blumenau, homem, 97 anos, autóctone
  • Brusque, homem, 81 anos, autóctone
  • Brusque, mulher, 59 anos, autóctone
  • Brusque, mulher, 100 anos, autóctone
  • Caibi, homem, 72 anos, autóctone
  • Chapecó, homem, 66 anos, autóctone
  • Chapecó, homem, 73 anos, autóctone
  • Chapecó, mulher, 86 anos, autóctone
  • Coronel Freitas, homem, 66 anos, autóctone
  • Criciúma, homem, 40 anos, importado
  • Itá, homem, 72 anos, autóctone
  • Joinville, homem, 65 anos, autóctone
  • Palmitos, homem, 78 anos, autóctone
  • Palmitos, homem, 82 anos, autóctone
  • Romelândia, homem, 61 anos, autóctone
  • Xanxerê, homem, 51 anos, autóctone

Cidades com epidemia de dengue em SC:

  • Belmonte
  • Itá
  • Iporã do Oeste
  • Maravilha
  • Romelândia
  • Guaraciaba
  • Seara
  • Mondaí
  • Coronel Freitas
  • Palmitos
  • Abelardo Luz
  • São José do Cedro
  • Caibi
  • Caxambu do Sul
  • Flor do Sertão
  • Concórdia
  • Xanxerê
  • Tunápolis
  • Santa Helena
  • Ascurra
  • São Miguel do Oeste
  • Brusque
  • Águas Frias
  • Peritiba
  • Cunha Porã
  • Cordilheira Alta
  • Joinville
  • Xavantina
  • Santa Terezinha do Progresso
  • Riqueza
  • Bombinhas
  • Nova Itaberaba
  • Iraceminha

Leia mais

SC mais do que dobra número de cidades com alto risco para dengue em um ano

Entenda por que SC tem dificuldade para superar a dengue

Focos do mosquito da dengue podem gerar multa de até R$ 500 mil em Florianópolis

Colunistas