O ano de 2023 está sendo marcado por um verão atípico, com temperaturas mais altas do que o habitual em várias regiões do Brasil. Essa onda de calor teve uma influência nas buscas por produtos na Black Friday, que ocorre nesta sexta-feira (24). Segundo um levantamento de dados do Google, itens como ar-condicionado e ventilador estão entre os dez mais buscados na última semana. As informações são do g1.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

No caso do ar-condicionado, houve um aumento de 535% nas buscas online pelo item no início desta semana em comparação com a média diária de outubro — mês com menos influência da Black Friday. Em comparação, o avanço das pesquisas por ar-condicionado no mesmo período em 2022 foi de 25%.

Ana Fritoli, especialista de insights para o varejo do Google, se surpreendeu com esse aumento na pesquisa por esses itens nesse período. Ela destaca:

— Eletrodomésticos, de maneira geral, são itens muito buscados na Black Friday. Mas o nível de crescimento de categorias dentro de ar e ventilação, como ar-condicionado, ventilador e climatizador, tem se destacado este ano. Não é comum.

Continua depois da publicidade

Essa alta de produtos para se refrescar no calor tem ido além dos produtos considerados tradicionais pelo Google. De acordo com os dados do buscador, na categoria Pets, por exemplo, tapete gelado foi o termo mais clicado ao longo da semana, além de registrar um crescimento de 25% de terça (21) para quarta-feira (22).

Além disso, segundo o Google, na categoria Cama, Mesa e Banho, o cobertor de resfriamento foi o produto mais buscado de terça para quarta-feira, ao passo que o desodorante avançou 23% nas buscas. Já nas últimas 24 horas, a procura por protetor solar subiu 32% no mês da Black Friday.

Essa alta não é à toa, pois a onda de calor do país fez com que sensações térmicas de 40°C fossem registradas em várias cidades. No Rio de Janeiro, a sensação térmica chegou a 60°C. Em Santa Catarina, a população sentiu uma onda de calor com termômetros chegando a marcar 40 °C.

Continua depois da publicidade

*Sob supervisão de Andréa da Luz

Leia também

Florianópolis vai ferver com ondas de calor até 2050

Temperatura global bate recorde de calor e atinge 2°C acima da era pré-industrial

Saiba quais sites evitar para não cair em golpes nesta Black Friday

Destaques do NSC Total