Na manhã desta quarta-feira (6), a falta de internet em diferentes pontos de Blumenau chamou a atenção de moradores e prejudicou serviços da prefeitura (veja abaixo). A estimativa de uma das operadoras afetadas, a Claro, é de que 30% da cidade está “fora de área”. O motivo? Um caminhão arrebentou a fiação ao passar pela Rua 2 de Setembro, no bairro Itoupava Norte, e provocou um curto-circuito que comprometeu a fibra óptica de empresas de telefonia e internet, disseram testemunhas.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

O acidente teria acontecido durante a madrugada. Vídeos mostram os fios em chamas após o transformador incendiar. Pela manhã, ao observar a falha no serviço, clientes de operadoras começaram a reclamar da ausência de sinal de diferentes locais, como os bairros Velha, Itoupava Norte, Itoupava Seca, Escola Agrícola, Itoupavazinha e Passo Manso. Não demorou muito para imagens de um emaranhado de fios de postes soltos e equipes atuando no conserto, na Rua 2 de Setembro, começarem a surgir em grupos de WhatsApp.

Segundo o supervisor técnico da Claro no Vale do Itajaí, Maurício Ferretti, cerca de 15 equipes da companhia estão no local desde às 4h. A previsão é que o trabalho dure o dia todo, com o serviço voltando à normalidade apenas na noite desta quarta. Técnicos da Celesc teriam resolvido a parte elétrica necessária, conta ainda Ferretti, que acompanha as ações na Itoupava Norte.

Funcionários da Unifique também atuam para resolver o problema. A empresa, porém, não informou quanto tempo deve levar para a resolução. Não há informações sobre a previsão de conserto de outras empresas afetadas e do paradeiro do motorista responsável pelo acidente.

Continua depois da publicidade

Veja fotos do local

Serviços básicos

A prefeitura informou que 25 unidades municipais da região Norte estão sem telefonia e internet, entre elas a Policlínica Lindolf Bell, o postinho Lothar Franz, o Centro de Saúde Rosânia Machado Pereira e a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes.

Até que o conserto seja feito, a comunicação com a comunidade ficará comprometida e o atendimento mais lento, já que a utilização do sistema precisa ser feita de forma manual.

Leia mais

WEG vai construir novas fábricas e investir R$ 1,2 bilhão até 2026

Destaques do NSC Total