A catarinense WEG anunciou nesta terça-feira (6) que vai investir R$ 1,2 bilhão ao longo dos próximos três anos para aumentar em cerca de 50% a capacidade de produção de transformadores. O aporte será direcionado à construção ou ampliação de fábricas da empresa no Brasil, no México e na Colômbia.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

A maior parte do valor será direcionada à construção de uma nova fábrica na cidade mexicana de Atotonilco de Tula, onde a companhia comprou, em agosto, um terreno de 640 mil metros quadrados por 40 milhões de dólares. A futura unidade de transformadores de potência demandará investimentos de R$ 765 milhões e terá 33 mil metros quadrados de área edificada.

WEG compra 10 fábricas de empresa americana em negócio histórico de R$ 2 bilhões

A empresa informou que a estratégia deste projeto é atender o mercado de transmissão dos Estados Unidos, com transformadores de maior potência. A nova planta vai liberar a atual fábrica de transformadores de Huehuetoca, também no México, para a produção de equipamentos de menor potência.

Continua depois da publicidade

Por que duas grandes empresas de SC gastam milhões para comprar outras companhias

Para o Brasil, estão previstos investimentos nesta área de R$ 283 milhões, ambos em Minas Gerais. Em Betim, a WEG vai desembolsar R$ 200 milhões para ampliar as áreas de bobinagem, montagem, laboratório e expedição da fábrica já existente. Além disso, uma nova unidade dedicada à produção de radiadores, com cerca de 4,6 mil metros quadrados, também será erguida. Com o aporte, a planta de Betim passará a ter mais de 47 mil metros quadrados de área construída.

Para Itajubá, outra planta mineira, o plano é dobrar a atual capacidade de produção de transformadores para instrumentos e conjuntos de medição com a construção de uma nova fábrica de 6 mil metros quadrados. O investimento, em torno de R$ 83 milhões, aumentará a participação de mercado e também permitirá um maior volume de exportação para as Américas a partir do Brasil, justificou a WEG.

Já na Colômbia, o objetivo é aumentar a capacidade de produção local com a construção de uma nova fábrica de transformadores na cidade de Rionegro, Estado de Antioquia. Com aproximadamente 23 mil metros quadrados de área construída, o parque fabril receberá investimentos de R$ 190 milhões e atenderá, segundo a empresa, a demanda do setor petrolífero e a necessidade de ampliação e modernização do parque energético de mercados vizinhos como Chile, Bolívia, Peru, Equador e América Central.

Ainda de acordo com a WEG, o cronograma de investimentos prevê a conclusão das obras até dezembro de 2026. As novas fábricas serão projetadas para permitir o aumento gradual e contínuo da capacidade de produção e atender às necessidades de expansão da empresa ao longo dos próximos anos.

Continua depois da publicidade

Leia também

Blumenau planeja revitalizar rua paralela à XV de Novembro

Empresa de SC consegue crédito de R$ 71,7 milhões com o BNDES

Gigante catarinense negocia compra de empresa de SP

Grupo do setor gráfico com fábrica em SC compra empresa de 135 funcionários

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado pelo WhatsApp

Destaques do NSC Total