Com cerca de 5,7 mil habitantes, o pequeno município de Luzerna, no Meio-Oeste de Santa Catarina, é o mais sustentável do Estado, e o oitavo do país, segundo o Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades (IDCS). Saúde de qualidade, água potável, saneamento e instituições eficazes estão entre os quesitos que fizeram a cidade se destacar no ranking. 

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

O índice monitora 100 indicadores que tratam dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, desenhados em 2015. Para cada um dos objetivos, as cidades recebem uma classificação que vai de um a cinco (muito baixo, baixo, médio, alto e muito alto). 

Luzerna recebeu a maior classificação em cinco quesitos: Saúde de qualidade; Água potável e saneamento; Paz, justiça e instituições eficazes; Proteger a vida marinha; Cidades e comunidades sustentáveis. Entre os destaques positivos da cidade, estão a alta cobertura vacinal, número de pessoas atendidas com abastecimento de água e esgotamento necessário, e a baixa taxa de homicídios.

Além disso, o município catarinense recebeu classificação “alto” em outros cinco objetivos: Educação de qualidade; Trabalho digno e crescimento econômico; Reduzir as desigualdades; Proteção e consumo sustentáveis; Ação climática. 

Continua depois da publicidade

Por outro lado, um quesito foi considerado “baixo” (Erradicar a pobreza), e três quesitos foram classificados como “muito baixo” (Indústria, inovação e infraestrutura; Proteger a vida terrestre; Parcerias para a implementação dos objetivos).

Em uma escala de 0 a 100, Luzerna recebeu 62,21 pontos, número considerado alto, o que levou a cidade a ser destaque entre 5.570 analisadas no Brasil.

Leia também

WEG está entre as cinco empresas mais inovadoras do país; veja ranking

Startups de SC usam Inteligência Artificial para detectar câncer e impulsionar turismo

Startup de SC cria app que compara preços de tratamentos odontológicos

Destaques do NSC Total