nsc
dc

Análise

O rebaixamento do Criciúma: começo ruim, rodízio de técnicos e pontos perdidos em casa

Tigre empatou em casa na penúltima rodada e com demais resultados foi rebaixado

23/11/2019 - 09h15

Compartilhe

Lariane
Por Lariane Cagnini
Criciúma vai jogar a Série C em 2020
Criciúma vai jogar a Série C em 2020
(Foto: )

O Criciúma brigou até a penúltima rodada, mas o empate com o Paraná na noite de terça-feira, e o empate do Figueirense o CRB rebaixaram o time catarinense para a Série C 2020. O Tigre vai disputar novamente a terceira divisão do Campeonato Brasileiro uma década depois da última participação, que foi em 2010.

Antes do início da Série B desse ano, o Criciúma era apontado como um dos times com potencial para brigar na parte de cima da tabela. Para isso, a direção trouxe um técnico de renome nacional, Gilson Kleina, mas o time não encaixou.

A campanha fraca rebaixou o time faltando uma rodada para o final da competição.

Começo ruim

O Criciúma estreou na Série B 2019 com derrota em casa e só foi vencer na quinta rodada. Depois de vencer duas seguidas, na nona rodada chegou ao 12º lugar, melhor posição que conseguiu em todo campeonato. Dali em diante, entre altos e baixos, retornou ao Z-4 no início de setembro, de onde não conseguiu mais sair.

Rodízio de técnicos

O tradicional rodízio de técnicos, quando a campanha não agrada, também ocorreu no Criciúma. Gilson Kleina comandou o time até a 14ª, e se despediu do tricolor com 30,9% de aproveitamento. Wilsão assumiu por cinco partidas, o time teve uma pequena reação no campeonato, e mesmo com 53,3% de aproveitamento, logo veio um novo nome.

Campeão da Série D com o Brusque, Waguinho Dias assumiu na 20ª rodada e não conseguiu vencer nenhum dos cinco jogos, deixando o clube com aproveitamento de 13,3%. No retorno de Roberto Cavalo, pela terceira vez como treinador do Criciúma, a campanha também foi abaixo do esperado e ele não conseguiu livrar o clube do rebaixamento.

Queda no segundo turno

O Tigre encerrou o primeiro turno em 14º lugar, mas a queda de rendimento na segunda metade do campeonato afundou de vez a campanha. Sete derrotas, oito empates e apenas duas vitórias mandaram o time para a parte debaixo da tabela. Alguns pontos deixados escapar nos jogos em casa foram determinantes. O Tigre empatou com o lanterna São Bento, perdeu para o CRB e saiu na frente contra o Vitória mas deixou o adversário empatar. Contra o Brasil de Pelotas, aconteceu o mesmo.

A realidade para 2020 será a Terceira Divisão, sem transmissão de TV, com cota de participação menor e mais dificuldades para tentar retomar o patamar da Série B.

​Leia mais notícias sobre o Criciúma EC no NSC Total

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Esportes

Colunistas