Uma operação quer coibir a série de furtos de cabos e fios de cobre que acontece em Joinville desde o início do ano. A ação integrada da Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Municipal foi deflagrada nesta segunda-feira (21).

Continua depois da publicidade

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A Operação Vastum (sucata, em inglês) teve início com trabalhos realizados pelas forças de segurança nos bairros Costa e Silva, Centro, Atiradores, Glória e Saguaçu, considerada a área com maior número de furtos.

Segundo a prefeitura, Joinville registrou mais de 30 ocorrências em espaços públicos apenas em janeiro deste ano. O furto acontece em diversos lugares, mas de forma mais recorrente em alguns como o Parque da Cidade, Rua das Palmeiras, Ponte do Trabalhador, rua Tuiuti e avenida Beira Rio.

– A prefeitura vem reforçando algumas estruturas para dificultar o acesso aos fios. Onde antes passava uma tubulação de PVC, agora temos que ter uma galvanizada – afirma o secretário de Proteção Civil e Segurança Pública, Paulo Rogério Rigo.

Continua depois da publicidade

> Ex-assessor de Pazuello indiciado em SC é investigado por dois estupros; entenda

De acordo com ele, o Departamento de Trânsito (Detrans) também lida com o furto de cabeamento nos semáforos, que colocam em risco a população por causa da insegurança no trânsito.

Essa é a primeira fase da operação, que vai continuar com o trabalho de inteligência e investigação, em especial dos receptadores.

– Neste momento, iniciamos uma nova abordagem ao problema, que é a fiscalização aos locais que por ventura comercializam esse tipo de produto e a investigação mais aprofundada de onde é que eles estão chegando – ressaltou o delegado da 1ª Delegacia de Polícia de Joinville, Fábio Baja.

Caixas de energia abertas com fios cortados após furtos
Caixas de energia abertas com fios cortados após furtos (Foto: Cristiano Gomes, NSC TV)

Estimativa de R$ 100 mil de prejuízo com furtos

A Celesc registrou mais de 8 mil boletins de ocorrência e relatou o furto de mais de 20 km de fios, em Santa Catarina, no ano passado. Em Joinville, a estimativa da Secretaria de Infraestrutura Urbana (Seinfra), é que o prejuízo tenha sido de cerca de R$ 100 mil em 2021. 

Continua depois da publicidade

Nos dois últimos anos, foram 56 detenções e 41 pessoas presas por esse motivo em Joinville. O que significa que uma mesma pessoa foi detida mais de uma vez.

> Torcedores de Paysandu e Remo são agredidos em bar de Joinville; veja o vídeo

– É importante que a comunidade não só registre o boletim de ocorrência, mas também que identifique quem são essas pessoas. Às vezes, pode ser um vizinho, que está levando um produto suspeito constantemente. Uma pessoa que, pela característica, é incompatível carregar aquela quantidade de fio – explica Celso Mlanarczyki, comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar.

As denúncias podem ser feitas pelo telefone da Polícia Militar, 190, pela Polícia Civil, no 181, e também na Guarda Municipal, pelo telefone 153.

Em 2021, foram realizadas seis operações coordenadas em Joinville entre maio e novembro, com foco principalmente na receptação em ferros-velhos. Em uma ocasião, foi realizada uma grande apreensão com mais de 400 quilos de cabos de cobre furtados.

Continua depois da publicidade

Leia também:

Forte temporal atinge Jaraguá do Sul, alaga ruas e deixa milhares de moradores sem luz

Homem agride companheira, foge com bebê e ameaça matar criança em Jaraguá do Sul​

Tripas de porco escondiam 250 quilos de maconha que foram apreendidos em Joinville

Suspeito de pedofilia é preso em Joinville durante operação da Polícia Federal

Destaques do NSC Total