nsc
an

Polícia

Pai confessa ter assassinado a filha de 5 anos estrangulada em Guaramirim

O homem de 39 anos está detido e vai ser autuado em flagrante por homicídio qualificado

12/06/2021 - 18h18 - Atualizada em: 12/06/2021 - 18h40

Compartilhe

Marina
Por Marina Martini Lopes
homicídio Guaramirim
A menina foi encontrada já sem vida na manhã deste sábado, em casa, com um inchaço na região do pescoço
(Foto: )

O pai de uma menina de cinco anos encontrada morta em Guaramirim na manhã deste sábado (12) confessou o crime. De acordo com o delegado Paulo Venera, que investiga o caso, o homem de 39 anos disse ter assassinado a filha por estrangulamento.

> Motociclista é flagrado a mais de 200 km/h em rodovia de SC; multa é de R$ 880

Venera afirmou que o pai da criança está detido e vai ser autuado em flagrante por homicídio qualificado. A confissão do crime ocorreu em interrogatório à Polícia Civil nesta tarde. Ainda segundo o delegado, o homem disse que cometeu o assassinato para "acabar com o sofrimento da filha".

> Micro-ônibus cai de ribanceira no Morro da Igreja, em Urubici

> Santa Catarina tem mais de 1,3 mil desaparecidos; campanha ajuda a identificar essas pessoas

Conforme ocorrência registrada pela Polícia Militar (PM), após cometer o homicídio, o homem ainda tentou se matar com uma faca. Ele foi levado pelo Samu a um hospital em Jaraguá do Sul, pois tinha ferimentos no pescoço e no pulso esquerdo.

> Receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do A Notícia

Segundo as primeiras informações dos bombeiros, divulgadas no início da tarde deste sábado, a menina foi encontrada morta, com um inchaço na região do pescoço, o que já indicava um possível estrangulamento.

Leia também:

> Rodovia em SC para desafogar o trânsito na BR-101 começa a ganhar vida

> Eriksen, da Dinamarca, cai em campo e passa por reanimação; vídeo mostra o momento

> Pai encontra a filha morta dentro de casa em Indaial; suspeita é de estrangulamento

> "Galo detido": repórter da Band viraliza com crise de riso; veja vídeo

Colunistas