nsc
santa

Saúde

Paratleta de Blumenau sofre grave lesão e família mobiliza ajuda para cirurgia

Garoto de 13 anos precisa de uma cirurgia múltipla para deixar a cadeira de rodas

20/07/2021 - 16h33 - Atualizada em: 21/07/2021 - 06h27

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Joshua é destaque no atletismo e tem paixão por equitação
Joshua é destaque no atletismo e tem paixão por equitação
(Foto: )

Uma lesão no joelho virou obstáculo na vida do paratleta Joshua Almeida. Aos 13 anos, o adolescente de Blumenau precisa de uma cirurgia múltipla na perna esquerda. O procedimento deve dar fim às fortes dores e colocar o garoto de volta nas competições. Para isso, porém, precisa da ajuda da comunidade com doações.

> Receba todas as notícias do Vale do Itajaí pelo WhatsApp

— Ele perdeu a mobilidade, já não anda mais. Hoje está numa cadeira de rodas e não consegue dar 10 passos — conta o pai, Rodnei.

Joshua teve paralisia cerebral na infância e o desenvolvimento motor ficou comprometido. Ainda assim, o garoto se revelou um talento no esporte durante os Jogos Estudantis da Primavera de Blumenau em 2018. De lá para cá, coleciona medalhas em provas de corrida e lançamento de pelota enquanto aguarda por uma cirurgia no fêmur pelo SUS.

Mas antes do procedimento ocorrer, o paratleta sofreu outra lesão na mesma perna. Desta vez, na patela do joelho. O acidente foi durante uma sessão de fisioterapia. O quadro que já era delicado se tornou urgente, e a família conta com o apoio das pessoas para dar mais qualidade de vida ao filho e vê-lo realizado no esporte.

— Nós já tínhamos uma cirurgia para fazer, de fêmur, e ele estava na fila de espera, porém, agora temos que partir para o âmbito particular porque o SUS de nenhuma forma vai fazer as duas cirurgias juntas. Pelo SUS vai demorar dois anos para operar o fêmur, que a recuperação é dois anos. E depois disso ele vai para mesa de cirurgia de novo e operar a patela e mais um ano e meio de recuperação. Aí tiro de um adolescente quase quatros anos de cama em recuperação — explica o pai.

A família estima em aproximadamente R$ 130 mil o custo para a cirurgia e pós-operatório. Serão ao menos dois anos para recuperação do garoto, e o valor inclui a operação, sessões de fisioterapia, PediaSuit, cama hospitalar e, mais tarde, adaptação à cadeira de rodas e ao andador, em virtude da perda do tônus muscular.

Em abril de 2018, aos 11 anos, Joshua foi destaque em reportagem do Santa quando encontrou a paixão pela equitação adaptada. Uma modalidade esportiva disponibilizada gratuitamente aos alunos com deficiência através do Paradesporto Escolar de Blumenau. É em cima de um cavalo que o estudante espera dar a volta por cima e mostrar superação nas Paralimpíadas de Los Angeles de 2028.

Como ajudar

PIX: 097 363 719 64 - chave CPF

Vaquinha on-line: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/tratamento-do-joshua 

Colunistas