nsc
santa

Pandemia

Passageiro se recusa a usar máscara, alega falta de ar e causa confusão no Médio Vale do Itajaí

Caso foi registrado na tarde desta segunda-feira (22) em Ascurra

23/02/2021 - 09h18 - Atualizada em: 23/02/2021 - 14h12

Compartilhe

Brenda
Por Brenda Bittencourt
O jovem de 24 anos não quis colocar o equipamento de segurança
O jovem de 24 anos não quis colocar o equipamento de proteção
(Foto: )

Um jovem foi retirado de um ônibus por se recusar a utilizar a máscara, obrigatória para evitar a contaminação da Covid-19. O caso aconteceu na cidade de Ascurra, no Médio Vale do Itajaí, nesta segunda-feira (22).

> Receba todas as notícias de Ascurra e região no seu WhatsApp. Clique aqui.

A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência de crime de contravenção no terminal rodoviário Nadin. O jovem de 24 anos discutiu com o motorista do ônibus que pedia para que ele colocasse o equipamento de proteção.

Com a chegada da polícia, o passageiro foi impedido de seguir viagem, já que ele colocava em risco todos os outros que estavam dentro do ônibus. 

Segundo o homem, a máscara estava causando falta de ar. Por não colocar o equipamento, ele foi retirado de dentro do ônibus que continuou a viagem cumprindo todas as normas de segurança para a contenção do coronavírus.

Variante do vírus no Vale

Foi confirmado pelo governo do Estado o primeiro caso da variante amazônica da Covid-19 no Vale do Itajaí. Trata-se de uma mulher de 54 anos, moradora de Humaitá (AM), cidade que fica próximo à divisa com Rondônia, a 700 quilômetros de Manaus, no Norte do país. Ela estava hospedada em Rio do Sul no mês de janeiro quando apresentou os primeiros sintomas e procurou a Unidade de Pronto Atendimento na cidade.

Colunistas