Foi aprovado nesta quarta-feira (15) uma resolução para frear a guerra entre Israel e o grupo extremista Hamas. O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) votou e aprovou a pausa humanitária por 12 votos a favor, três abstenções e nenhuma posição contra.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

A proposição é de autoria da delegação de Malta, país europeu que ocupa uma cadeira no colegiado como membro não permanente. De acordo com o ministro das relações exteriores do país, Ian Borg, o texto busca interromper o sofrimento das crianças que estão em meio ao conflito que ocorre no Oriente Médio.

O texto prevê a aplicação de pausas humanitárias no conflito e o acesso dos civis à ajuda humanitária. Além disso, demanda a “imediata e incondicional libertação de todos os reféns mantidos pelo Hamas e por outros grupos, especialmente das crianças”.

*Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Continua depois da publicidade

Leia também

Exportações de SC caem pelo 4° mês seguido com redução da demanda global

Quem era a soldado israelense de 19 anos morta após ser feita refém pelo Hamas

Destaques do NSC Total