nsc
dc

AÇÕES PONTUAIS

PEC da Reforma Administrativa é alvo de manifestações em cidades de SC

PEC tramita na Câmara dos Deputados

18/08/2021 - 17h27 - Atualizada em: 18/08/2021 - 18h45

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Em Florianópolis ato ocorreu por volta das 16h, no Centro
Em Florianópolis ato ocorreu por volta das 16h, no Centro
(Foto: )

Trabalhadores públicos de Santa Catarina se uniram às mobilizações nacionais contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) n° 32 nesta quarta-feira (18). Manifestações organizadas pela Central Única de Trabalhadores (CUT) foram registradas entre manhã e noite em cidades catarinenses.

A matéria que tramita na Câmara dos Deputados trata sobre a Reforma Administrativa e prevê um modelo similar ao do setor privado na contratação de servidores públicos, sejam eles da União, dos estados ou municípios. O relator é o deputado federal Darci de Matos (PSD-SC), de Joinville, que pontuou as mudanças à colunista Estela Benetti.

Em Santa Catarina, as manifestações contra as mudanças do serviço público foram organizadas por centrais sindicais, sindicatos, frentes e fóruns de luta e ocorreram em pelo menos oito cidades.

O objetivo das ações é pressionar os deputados federais catarinenses a votarem contra a proposta.

> Distritão, voto impresso, volta das coligações: o que está em jogo na reforma política

Joinville

Manifestações ocorreram em frente ao Hospital São José e em outros pontos da cidade
Manifestações ocorreram em frente ao Hospital São José e em outros pontos da cidade
(Foto: )

Na cidade do relator da PEC e também a mais populosa do Estado, uma sequência de ações ocorre durante todo o dia em pontos considerados estratégicos como, a Câmara de Vereadores e o Hospital São José, onde os manifestantes entregaram panfletos explicando a posição. O protesto encerra às 18h30min, na Praça da Bandeira. 

Em Joinville, os servidores também se mobilizam contra a Reforma da Previdência do prefeito Adriano Silva (Novo) e as Organizações Sociais (OSs), segundo a CUT.

> O ovo da serpente na Reforma Administrativa do governo Bolsonaro e como ela afeta SC

Florianópolis

Mobilização ocorreu em frente a Praça XV, em Florianópolis
Mobilização ocorreu em frente à Catedral, em Florianópolis
(Foto: )

Em Florianópolis houve manifestação às 16h em frente à Catedral, no Centro, com cartazes e faixas.

Blumenau

Os servidores municipais de Blumenau se uniram aos professores da rede estadual do município para lutar contra a Reforma Administrativa. Uma assembleia foi realida às 15h, na Praça Victor Konder. 

> Vendaval derruba balão com ex-BBB no Sul de SC; veja fotos

Jaraguá do Sul

Em Jaraguá do Sul houve panfletagem durante o dia
Em Jaraguá do Sul houve panfletagem durante o dia
(Foto: )

Das 9h às 17h houve panfletagem em Jaraguá no Sul. O encerramento do manifesto ocorreu no Museu da Paz, logo depois, às 17h. Para pressionar os parlamentares contra a PEC 32, as entidades da cidade também solicitaram audiência com os dois deputados federais da região Carlos Chiodini (MDB) e Fábio Schiochet (PSL), além de pediram moções de repúdios aos vereadores contra a PEC 32. 

> Policiais e delegados da PF protestam contra reforma administrativa de Bolsonaro

Criciúma, Araranguá e Chapecó

Em Criciúma e Araranguá, no Sul de SC, ocorre panfletagem desde sábado (14). Carro de som também passa pelas ruas de ambas as cidades, segundo a organização do manifesto, explicando o posicionamento contra a PEC 32. Nesta quarta-feira, a ação ocorreu na Praça Nereu Ramos e também em frente a casas de deputados, em Criciúma.

Já em Chapecó, no Oeste, as ações ocorreram virtualmente, através de envio de mensagens nas redes sociais dos deputadores federais.  

Leia também

Efeitos colaterais da astrazeneca; veja os sintomas mais relatados

Contra a PEC 32, manifestantes protestam nas casas de deputados em Criciúma

SC tem o terceiro pior índice de defensores públicos por habitante do país

Colunistas