Após seis enchentes somente este ano, a agricultura de Rio do Sul acumula perdas na ordem de R$ 9,1 milhões. O levantamento foi feito em conjunto entre a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente da prefeitura e a Epagri. O estudo mostrou que culturas como trigo, cebola e melancia tiveram 100% de prejuízos entre outubro e novembro.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

Só em novembro, quando o nível das águas foi o segundo maior da história da cidade, os agricultores tiveram R$ 5,4 milhões de prejuízos. Nesse mês, as produções de arroz e milho foram as mais afetadas, seguido do fumo e do trigo. Culturas de cebola, feijão, melancia, hortaliças e o gado de corte também sentiram os impactos do excesso de chuva.

Já em outubro, com enchentes de menor proporção que as de novembro, mas também de consequências severas, o volume de perdas já havia sido contabilizado em R$ 3,7 milhões.

Segundo relatório, dos 1.348 hectares com plantios das culturas avaliadas, pelo menos 822,4, ou 61% do total, tiveram o plantio perdido. Entretanto, os prejuízos podem ser ainda maiores, já que nem todas as propriedades comunicaram as possíveis perdas.

Continua depois da publicidade

Nas lavouras de arroz, o excesso de chuvas contribuiu para os problemas na germinação. Com isto algumas áreas precisaram ser replantadas. Em locais mais baixos, as enchentes contínuas desde o mês de outubro causam a perda completa. Nas plantas que restaram e que venham a produzir, o volume estará comprometido, pois sofreram influência sobre a época de floração e na formação dos grãos, diminuindo a produtividade.

Praticamente todas as comunidades rurais de Rio do Sul foram afetadas pela enchente, seja pela chuva forte e volumosa ou pelos alagamentos, como na Valada São Paulo, Valada Itoupava, Bom Fim, Bela Aliança, Barra do Trombudo e Taboão.

Os prejuízos existem ainda em outros setores da agricultora, como perda de fertilizantes, mudas, sementes, horas de trabalho manual e com maquinários. A qualidade do solo também é prejudicada pela perda da fertilidade, erosão e sedimentação, mesmo naqueles manejados adequadamente com palhadas e práticas conservacionistas.

Principais culturas com prejuízo

Continua depois da publicidade

Leia mais

De construção de casas a obras em rios: o que Jorginho Mello disse em Rio do Sul

Vídeo mostra moradores em meio a enchente saqueando alimentos de mercado em Rio do Sul

Fotos de drone mostram estragos e Rio do Sul coberta por lama de mais uma enchente

Destaques do NSC Total